Skip to main content
Home » Automobilismo » Após vitória, líder diz que Cacá irá “incomodar”

Após vitória, líder diz que Cacá irá “incomodar”

Após conquistar a vitória na etapa de Curitiba e a liderança da Stock Car, o piloto Ricardo Maurício não quer se precipitar e afirmou que, apesar do bom momento da Equipe Medley – Marcos Gomes foi segundo colocado neste domingo -, alguns pilotos ainda podem “incomodar”. Entre eles, o paulista cita o bicampeão Cacá Bueno, que abandonou a prova na capital paranaense.

“Está complicado para os outros chegarem na gente. O Thiago está se esforçando, mas nas corridas estamos um pouco mais fortes. De qualquer forma, ainda há muita coisa em jogo. O próprio Cacá, que hoje abandonou, vai voltar a incomodar”, avisou.

Sobre a próxima etapa, segunda das quatro dos playoffs e décima da temporada, Marcos Gomes classificou-a como “interessante” em função das características abrasivas do circuito de Brasília. “Todos terão de se preocupar com o desgaste dos pneus.”

“Eu estava preocupado no início porque a temperatura baixa poderia alterar a pressão dos pneus. Por isso, fui cauteloso nas cinco voltas iniciais. Depois, dei um pouco de sorte porque o Camilo estava pressionando o Marquinhos e pude aumentar um pouco minha vantagem”, comemorou Ricardo.

Gomes conseguiu manter o segundo lugar mesmo contornando a primeira curva por fora, em uma largada agressiva que surpreendeu Camilo. “Foi uma prova difícil para mim. Andei o tempo todo 100% no limite, para tentar me aproximar do Ricardinho. Mas ele estava com o carro muito bem acertado tanto nas retas como nas curvas e não cometeu nenhum erro.

Minha última chance de ultrapassá-lo acabou quando o carro engasgou na saída dos boxes e perdi alguns segundos”, comentou, ao mesmo tempo em que recebia o resultado de forma positiva. “O segundo lugar é a melhor posição quando não é possível ganhar”, lembrou.

Dos 10 pilotos classificados aos playoffs, sete terminaram na zona de pontos. O paraibano Valdeno Brito (Medley), que partira em 17º, precisou fazer uma parada não-prevista para trocar o pneu traseiro direito e fechou apenas em 26º. Guto Negrão, companheiro de equipe de Thiago Camilo, cruzou a linha de chegada em 20º.

Compartilhar