Japoneses tunam Honda Fit

No Salão de Tóquio de 2004, a empresa Mugen apresentou o conceito Fit Dynamite, que na época foi um grande sucesso. Com uma coloração laranja e uma série de acessórios, o carrinho mexeu com a cabeça dos japoneses. Mas esse modelo possuía um problema: o motor continuava intacto e, dessa forma, devia ficar para trás nas ruas de Tóquio.

Pensando nesse problema, a Mugen decidiu “apimentar” o Fit, e não foi nada humilde. De cara, a empresa instalou um supercharger no compacto da Honda. O motor de 1.5 l ficou muito mais esperto, com uma potência aproximada de 140 cv a 5 800 rpm.

Para quem achou pouco, empresa aceita encomendas de kits de preparação, mas devido às pequenas dimensões do carro – que ao deixa muito ágil – e o seu baixo peso, esta configuração deve grudar o motorista no banco wm cada arrancada.