Diferença nos resultados de crash test no Brasil e na Europa

Existem importantes diferenças nos resultados de testes de colisão (crash tests) realizados no Brasil se comparados com aqueles realizados pelas montadoras na Europa. Cabe frisar que esses testes são de suma importância para concluir sobre a qualidade do carro em questões de segurança e observar se estão seguindo as devidas normas de proteção.

Nos testes realizados em solo brasileiro, as avaliações têm demonstrado pouca segurança (e resistência) dos veículos quando submetidos a fortes impactos, ao contrário dos testes europeus, que apontam justamente o contrário. Estudos da Latin (Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina) indicam que há uma defasagem de pelo menos 20 anos entre os modelos comercializados no Brasil com relação a aqueles que são vendidos no exterior. Isso é o mesmo que voltássemos a década de 90.

Para piorar ainda mais este cenário, o Brasil conta com uma das piores infraestruturas rodoviárias do planeta, com estradas precárias, repletas de buracos, falta de sinalização, sem fiscalização, e que colocam em risco os condutores que circulam pelos quatro cantos do país. Existem algumas exceções de estradas pedagiadas em boas condições de uso, porém, representam muito pouco da malha viária nacional.

Em nosso país, infelizmente, ainda pagamos muito caro por um carro para receber pouquísismo em itens de segurança. Culpa de uma carga tributária exorbitante, que atinge em cheio o bolso do consumidor.

Deixe uma resposta