Alonso vence, e Massa salva dois pontos

Brasileiro se recupera após punição e chega em sétimo. Hamilton é apenas o 12º no Japão.
Fernando Alonso venceu sua segunda corrida consecutiva no GP do Japão, disputado no circuito japonês de Monte Fuji. O espanhol da Renault se aproveitou das confusões com os pilotos da Ferrari e da McLaren no início da corrida e assumiu a ponta após a primeira rodada de pit stops. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, foi o segundo, à frente de Kimi Raikkonen, da Ferrari, que completou o pódio.
Felipe Massa chegou na sétima posição, após ser punido no início da corrida com um drive through. O brasileiro foi considerado culpado por um toque em Lewis Hamilton, mas fez uma excelente corrida de recuperação, com ótimas ultrapassagens. Ele ainda foi beneficiado pela punição de Sebastien Bourdais. Já o inglês também teve de fazer uma passagem pelos boxes por ter jogado Kimi Raikkonen para fora da pista na largada. O incidente com Massa também atrasou o inglês, que chegou apenas em 12º.
Após o GP do Japão, Felipe Massa reduziu a vantagem de Lewis Hamilton para cinco pontos, mas com apenas duas corridas para o fim da temporada. Robert Kubica, que está em terceiro, está a 12 do lider do campeonato. A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será disputada na China, no circuito de Xangai, no próximo domingo, dia 19 de outubro.
Nelsinho Piquet conseguiu uma excelente quarta posição com a Renault, seguido por Jarno Trulli, da Toyota. Sebastien Bourdais, da STR, foi o sexto, mas foi punido por um incidente com Felipe Massa após seu segundo pit stop, e caiu para décimo. O francês tocou o brasileiro ao dividir a curva e pode ser punido. Com isso, Sebastian Vettel, seu companheiro de equipe, ficou na sexta posição, e Mark Webber, da RBR, foi o oitavo.
Lewis Hamilton largou mal e foi superado por Kimi Raikkonen ainda na reta dos boxes. O inglês tentou mergulhar por dentro na primeira curva, travou as rodas e empurrou o finlandês da Ferrari para a área de escape. A manobra do líder do campeonato provocou as saídas de pista de Heikki Kovalainen e Felipe Massa, que estavam imediatamente atrás. Robert Kubica e Fernando Alonso se aproveitaram da confusão e assumiram as duas primeiras posições.
Na volta seguinte, Felipe Massa errou a entrada da chicane, nas curvas 10 e 11, e deixou que Hamilton colocasse o carro por dentro. Para tentar impedir a ultrapassagem, o brasileiro passou por cima da zebra do trecho e acertou o inglês, que rodou e caiu para a última posição. Os dois receberiam mais tarde punições por causa do excesso de agressividade. Ambos tiveram de cumprir drive throughs durante a corrida.
Na briga pela primeira posição, Alonso não deixava que Kubica abrisse uma grande vantagem. Enquanto isso, Kimi Raikkonen se recuperava e já era o quarto colocado. Após o primeiro pit stop, o espanhol da Renault superou o polonês da BMW Sauber por causa da boa estratégia da equipe francesa. Kovalainen, que estava em terceiro nesta altura, abandonou a prova por causa de uma quebra no motor.
Quando Alonso entrou para sua última parada, na 43ª volta, sua vantagem para Kubica era de 13 segundos. Raikkonen, ao mesmo tempo, se aproximava do polonês. O espanhol manteve a ponta após a rodada de pit stops, enquanto os rivais brigavam pela segunda posição. Nelsinho Piquet, que estava em quarto, também chegou na disputa, mas, apesar das tentativas do finlandês, nada se alterou até a bandeirada.
Nas últimas voltas, Felipe Massa, que estava em décimo após seu segundo pit stop, reduziu a vantagem para a zona de pontuação e atacou Nick Heidfeld, da BMW Sauber, para ganhar a nona posição. O brasileiro ainda salvou dois pontos da desastrosa corrida no Japão ao ultrapassar Mark Webber, que fez apenas uma parada nos boxes.