Após domínio à tarde, Jenson Button é o melhor de sexta na China

Rubens Barrichello, seu companheiro de equipe, fica na terceira posição, dois décimos mais lento que o líder do campeonato
Após o bom resultado da McLaren no primeiro treino livre, Jenson Button restabeleceu a verdade na segunda sessão para o GP da China, no circuito de Xangai. O líder do campeonato marcou o melhor tempo de sexta-feira com a Brawn GP, 25 milésimos mais rápido que o alemão Nico Rosberg, da Williams, que roubou a segunda posição de Rubens Barrichello nos segundos finais. O brasileiro terminou em terceiro, dois décimos mais lento.

A curiosidade desta sexta-feira no circuito de Xangai é que os tempos da tarde foram muito melhores que os da manhã. Como a pista chinesa é pouco usada durante o ano e o asfalto é muito abrasivo, as equipes deixaram para avaliar os pneus supermacios, com mais velocidade e menor durabilidade, no segundo treino livre. O resultado foi a melhoria das voltas de todos os pilotos.

Lewis Hamilton, que usa o novo difusor da McLaren e tinha sido o melhor no primeiro treino livre, não conseguiu repetir o bom desempenho e ficou apenas na 13ª posição, 1s262 mais lento que o compatriota Jenson Button. O inglês foi superado até por seu companheiro Heikki Kovalainen, que não usa as inovações desenvolvidas pela equipe para o MP4/24. O finlandês marcou o nono melhor tempo da sessão vespertina em Xangai.

O australiano Mark Webber, da RBR, superou mais uma vez a revelação Sebastian Vettel, seu companheiro, e marcou o quarto tempo. O alemão ficou em quinto, com apenas 62 milésimos separando os dois. O italiano Jarno Trulli, da Toyota, que homenageia neste fim de semana as vítimas do terremoto em Abruzzo, na Itália, ficou com a sexta posição no segundo treino.

A Ferrari não melhorou em relação ao primeiro treino e continua com dificuldades. Com um novo pacote aerodinâmico e sem usar o Sistema de Recuperação de Energia Cinética (Kers), Kimi Raikkonen e Felipe Massa continuaram atrás. O brasileiro marcou apenas o 12º tempo e o finlandês, o 15º. Ambos foram mais de um segundo pior que o inglês Jenson Button.

Nelsinho Piquet, da Renault, evoluiu em relação ao primeiro treino livre, e terminou na 16ª posição. Apesar de ainda estar atrás, o brasileiro ficou à frente de Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, o 19º e penúltimo colocado na na segunda sessão na China.

Confira os melhores tempos da sexta-feira em Xangai:

1 – Jenson Button (ING/Brawn-Mercedes) – 1m35s679
2 – Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota) – 1m35s704
3 – Rubens Barrichello (BRA/Brawn-Mercedes) – 1m35s881
4 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m36s105
5 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m36s167
6 – Jarno Trulli (ITA/Toyota) – 1m36s217
7 – Kazuki Nakajima (JAP/Williams-Toyota) – 1m36s377
8 – Timo Glock (ALE/Toyota) – 1m36s548
9 – Heikki Kovalainen (FIN/McLaren-Mercedes) – 1m36s674
10 – Sebastien Bourdais (FRA/STR-Ferrari) – 1m36s800
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – 1m36s829
12 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m36s847
13 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m36s941
14 – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1m37s054
15 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – 1m37s219
16 – Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – 1m37s273
17 – Robert Kubica (POL/BMW Sauber) – 1m37s491
18 – Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) – 1m37s544
19 – Fernando Alonso (ESP/Renault) – 1m37s638
20 – Giancarlo Fisichella (ITA/Force India-Mercedes) – 1m37s750
Fonte: globo.com