BMW esquece Alonso e mantém atuais pilotos

Após correr risco no meio do ano, Nick Heidfeld é confirmado ao lado de Robert Kubica

O lugar de Fernando Alonso está se definindo em 2009. Não por causa de uma definição dele, mas das equipes, que parecem já cansadas de tanto esperar. Restando três corridas para o fim da temporada, a BMW confirmou a permanência de Robert Kubica, como já era esperado, e Nick Heidfeld, que esteve durante parte do ano na corda bamba e se garantiu após uma ótima performance nas três últimas corridas. O anúncio deixa apenas duas opções para Alonso: permanecer na Renault ou ir para a Honda, que ainda não se decidiu.
Pouco a pouco, a dança das cadeiras da F-1 por vagas para 2009 vai ficando com menos participantes. A segunda-feira (6) pré-GP do Japão começou com o anúncio da BMW Sauber confirmando a manutenção da dupla Robert Kubica e Nick Heidfeld para a próxima temporada. Será o terceiro campeonato completo dos dois atuando juntos, e o fim de uma longa série de especulações.

Em um comunicado oficial curto, com apenas duas frases, Mario Theissen declarou também que Christian Klien permanece na posição de piloto de testes. “Nós vemos Nick e Robert como uma dupla forte, e Christian é um experiente test driver. Não temos dúvidas de que iremos, mais uma vez, alcançar nossas metas ambiciosas com eles no time no próximo ano.”

Apesar de curto, o anúncio é poderoso. Ele dá fim a uma série de rumores envolvendo o futuro de Heidfeld, que já era dado por muitos como ex-piloto da equipe. O alemão não conseguiu, ao longo do ano, mostrar o mesmo desempenho do companheiro polonês, responsável pela primeira vitória do time bávaro, apesar de os dois estarem próximos na classificação.

Kubica venceu o GP do Canadá, completando uma dobradinha ao lado de Heidfeld. O piloto do leste europeu subiu seis vezes no pódio, contando com a conquista em Montreal, e fez uma pole-position. Está em terceiro no campeonato, com 64 pontos. Nick, por sua vez, tem quatro pódios e duas voltas mais rápidas, com 56 pontos, e é quinto no Mundial.

Além disso, a confirmação feita por Theissen também fecha mais uma porta para Fernando Alonso. A demora do espanhol em decidir seu futuro acabou fazendo com que o “Aloncentrismo” perdesse força na reta final do Mundial de 2008, ele que foi abertamente procurado pelo dirigente alemão. Agora, apenas Renault e Honda ainda não definiram seus duos para a próxima temporada.