C4 Pallas com motor flex

Sedã ganhou mais potência no desempenho à alcool.
Citroën levou 15 meses para lançar opção bicombustível.
Há exatamente um mês a Citroën colocou no mercado nacional a versão com motor bicombustível do sedã C4 Pallas. A montadora levou 15 meses desde o lançamento do modelo à gasolina, em julho do ano passado, para apresentar a versão flex e poder fazer frente aos concorrentes da categoria dos sedãs médios que também têm modelos com opção para álcool e gasolina: Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Vectra, Fiat Linea e Renault Mégane.
O preço inicial do C4 Pallas flex é o mesmo da versão GLX a gasolina: R$ 69.495. Por enquanto, o modelo flex é vendido apenas com câmbio automático. A versão com câmbio manual deve chegar no início de 2009. ,
A chegada do modelo flex pode comprometer a revenda do C4 Pallas a gasolina – uma vez que o mercado de novos registra 87% de vendas de veículos bicombustíveis.
Tem ainda rodas de liga leve com aro de 16”, freios a disco nas quatro rodas com ABS, airbags frontais, banco traseiro bipartido, perfumador de ambiente e outros incrementos de série. A única mudança estética é a plaquinha “flex” na vigia traseira direita, além das indicações álcool/gasolina no interior da tampa de combustível.
O desempenho do motor 2.0 16V Flex é o diferencial da versão em relação ao modelo à gasolina. Foi feita uma nova calibragem na central de gerenciamento eletrônico do motor. Com isso, o propusor que faz 143 cavalos com gasolina ganhou mais potência no desempenho a álcool, gerando 151 cavalos a 6.000 rpm.
A caixa de câmbio seqüencial também teve sua programação alterada para o melhor desempenho no motor bicombustível.
Também foram feitas modificações no coletor de admissão para as partidas a frio. O C4 Pallas ganhou mais potência no motor, mostrando desempenho e força nas retomadas e na aceleração.
O consumo de combustível de 8,5 km/l registrado na cidade marca uma opção mais econômica no abastecimento à álcool (em cidades onde a proporção do preço do tanque cheio dividido pelo consumo em relação à gasolina é compensatória).
O C4 Pallas está em quarto lugar entre os sedãs médios mais vendidos no país de acordo com os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), com 9,45% de participação de marcado. Está atrás de Honda Civic (33,24%), Toyota Corolla (21,72%) e Chevrolet Vectra (14,67%). Com a chegada da opção flex, a Citroën espera melhorar este desempenho – e tentar recuperar o tempo perdido.