Carros blindados: dicas para comprar um usado, e para manter eles bem cuidados

A procura por carros blindados aumentou bastante no Brasil, por causa do aumento da violência e da criminalidade, principalmente em grades centros. E como o serviço de blindagem ficou bem mais barato nos últimos anos, encontra-se carros semi-novos / usados blindados com preços até que atraentes.

Mas como fazer para comprar um carro blindado sem se dar mal? Reunimos aqui algumas dicas interessantes:

Procure comprar um modelo com câmbio automático, que não traz o risco de o carro morrer em uma fuga. Os vidros elétricos tem de ser testados cuidadosamente, pois como os vidros são bem mais pesados, eles podem ter parado de funcionar. Veja nas películas dos vidros, se tem algum descascado. Trincas não podem passar de um centímetro.

A suspensão de um carro blindado sempre sofre bem mais que a de um carro normal, pois a blindagem chega a pesar 200 quilos. Veja se tanto os amortecedores e molas quanto o sistema de freios estão bem. Uma pessoa que anda de carro blindado quer os vidros fechados o tempo todo. Então o ar-condicionado também tem de estar funcionando corretamente.

Dê preferência para os carros blindados que tenham aros metálicos dentro dos pneus, para poder rodar bastante mesmo com eles furados. Veja se o carro tem uma tira de aço que fica no vão entre a porta e o batente. Essa tira é chamada de overlap ou frame.

Como o carro é todo desmontado para a blindagem, pode haver peças de acabamento soltas. Um test-drive pode denunciar ruídos de peças mal colocadas. Confira se as borrachas de vedação estão perfeitas, para evitar futuras infiltrações.

Pergunte à empresa que blindou o carro se ela protegeu maçanetas, ancoragem do cinto e fixação do retrovisor, áreas que nem sempre são blindadas. Qualquer lugar desprotegido pode ser um ponto de entrada para uma bala. Todas as partes que são opacas tem de estar protegidas com chapas de aço ou manta balística.

Veja também algumas dicas ótimas para fazer com que o carro blindado dure mais:

As portas tem de ser fechadas somente com os vidros fechados, pois como eles são muito pesados, correm o risco de se trincar facilmente. Elas também não podem ficar abertas muito tempo, correndo o risco de se desalinharem. Nunca ande com o vidro aberto em estrada de terra. A trepidação pode rachá-lo.

A parte de dentro dos vidros tem de ser limpas apenas com sabão neutro. Não queremos que a película interna se risque ou solte, por causa de produtos abrasivos. Fuja da travessia de ruas alagadas. Se o carro ficar preso na água, a manta balística pode ser afetada pela umidade, o que reduz seu poder de proteção.
Fonte:NA