Celebrando 60 anos nas pistas, Ferrari apresenta F-60 com mudanças radicais

Carro vem com mudanças radicais para atender novo regulamento
O look é retrô, mas a tecnologia é do século XXI. Após amargar o vice-campeonato mundial com Felipe Massa, a Ferrari lançou nesta segunda-feira o F-60, que irá às pistas ainda hoje para o primeiro teste com Felipe Massa, em Mugello, na Itália. Com mudanças radicais, o carro interrompe a sequência que trazia o ano no nome (F-2008 foi o do ano passado) e homenageia os 60 anos que a equipe completa na disputa do Mundial de Fórmula 1. Por causa da crise financeira mundial, o lançamento foi feito pela internet, sem a tradicional festa.
O aerofólio traseiro mais estreito e a asa frontal mais baixa são as mudanças mais visíveis no F-60, que terá no seu interior o novo sistema de recuperação de energia cinética (Kers). Um dos responsáveis pelo novo carro, o diretor técnico da equipe, Aldo Costa, garantiu durante o lançamento que o carro não é uma evolução do F-2008.
– É um carro completamente novo, começou de um pedaço de papel branco. As maiores mudanças vieram com as novas regras para aerodinâmica e a introdução de uma nova tecnologia, o sistema Kers. Por isso, precisamos começar o trabalho muito cedo, com o trabalho tendo sido muito intenso e longo.
Além do Kers, o carro internamente ganhará também uma nova caixa de câmbio, em fibra de carbono e montada longitudinalmente. O sistema de freios também é novo, preparado para receber os pneus slicks, outra mudança para esta temporada. Com a apresentação, a Ferrari se torna a primeira equipe a mostrar seu novo carro para este ano, se antecipando à Toyota, que apresentará seu novo modelo no próximo dia 15.