Com qual quilometragem devo trocar de carro

quilometragem

Quando devemos trocar de carro? Essa é uma pergunta frequente na cabeça da maioria dos motoristas. Existem muitos critérios, particulares ou mais técnicos, que podem influenciar nessa decisão, mas tem um que certamente se destaca: a quilometragem do seu carro.

Se você deseja saber qual é a quilometragem mais adequada para trocar o seu carro, confira a seguir as nossas dicas.

Quando trocar de carro? Regra dos 10%

carro

Entenda que o critério de quilometragem é muito relativo na definição para trocar de carro. Tendo em vista que algumas pessoas possuem modelos “de garagem”, ou seja, com baixa quilometragem e anos de uso, e outras pessoas usam o carro com muita frequência, apresentando alta quilometragem em pouco tempo com o veículo.

Logo, independentemente da quilometragem, um bom parâmetro para você decidir se é hora de trocar de carro é usar a regra dos 10%.

Nenhuma máquina consegue operar para sempre sem manutenção, assim também é com o carro. Em dado momento de sua existência, seja com muita ou pouca quilometragem, serão necessários reparos pontuais.

E tomando como base o valor total do veículo, os reparos nunca podem ultrapassar o teto dos 10% do preço do veículo. Ou seja, um carro avaliado em R$45mil não pode apresentar reparos superiores a R$4.500,00.

Por quê? Pois assim os prejuízos podem ser altos e, se o seu carro apresentar reparos constantes com valores superiores aos 10%, é hora de pensar em um veículo novo!

60 mil quilômetros rodados: percurso ideal para pensar na troca

Tomando como exemplo o comprador de um carro zero quilômetro, quando o veículo completar o período da sua sexta revisão obrigatória, ou seja, 60 mil quilômetros rodados, o ideal e recomendado por especialistas é começar a pensar na troca do veículo.

Por quê? Após os 60 mil rodados algumas peças mais caras começam a apresentar desgastes que indicam a substituição, como por exemplo: pneus, suspensão, correias, etc.

Além disso, dependendo do seu uso, seja ele para trabalho com muita carga, uso em estradas de terra esburacadas ou exposição à grandes viagens, o veículo pode apresentar desgastes mais acentuados. Por isso, essa é a hora ideal para trocar de carro.

5 anos ou 100 mil quilômetros rodados: o casamento perfeito

fusca

Que o brasileiro é apaixonado por carros todo mundo sabe. Mas esse casamento não pode terminar numa relação de amor e ódio!

Tendo em vista que nem todos nós podemos comprar um carro zero e trocá-lo com frequência, o período ideal para você ficar com um veículo é 5 anos ou 100 mil rodados, o que vier primeiro.

Qual o motivo desse período exato? A partir dos 60 mil quilômetros rodados, como foi dito anteriormente, o carro começa a apresentar desgastes, mas essa conta não é exata, tendo um limite de 100 mil quilômetros rodados. Isso é, caso você não queira ter visitas constantes ao mecânico.

Já os 5 anos citados é uma média de tempo para que algumas peças apresentem desgastes espontâneos, como as feitas de borracha e plástico, além da pintura, parte elétrica, dentre outras coisas.

Entendeu qual deve ser o período para você trocar de carro? Independentemente de cada um deles, revise e cuide do seu constantemente para evitar surpresas e, na hora de comprar um novo veículo, conte com a SóCarrão!

Deixe uma resposta