Equipe americana cogita levar Danica Patrick para a Fórmula 1 em 2009

A equipe americana USF1, que prepara sua entrada na Fórmula 1 em 2009, pode trazer a reboque uma atração para a categoria: uma mulher no cockpit. Os executivos ainda evitam falar sobre o assunto, mas não descartam a contratação de Danica Patrick, musa da Fórmula Indy. A ideia da equipe é ter dois pilotos americanos, e vários nomes estão no alvo, inclusive o de Danica.
– Ela é ótima e tem uma grande exposição na mídia. O Tony George (presidente da Indianapolis Motor Speedway, que controla a Indy) ficaria furioso comigo se eu a tirasse da categoria, mas vamos ver – afirmou Ken Anderson, diretor técnico da USF1.
O dirigente afirmou que a possibilidade também depende da vontade de Danica.
– Não sei correr na Fórmula 1 é algo que ela deseja. Nós certamente adoraríamos fazer um teste com ela e ver o que acontece – explicou Anderson.
Em 2008, Danica Patrick afirmou que gostaria de fazer testes na F-1. Ela se recusou a fazer uma exibição com um carro da categoria em Indianápolis, mas disse que toparia fazer testes.
A USF1 marcou para 24 deste mês o anúncio oficial de seu projeto para entrar na Fórmula 1. A equipe terá cerca de 100 funcionários e um orçamento de US$ 64 milhões.