Equipe malaia desafia Renault e promete nome Lotus em 2011

A Lotus Racing, equipe que disputou a temporada 2010 da Fórmula 1, promete manter o nome Team Lotus e suas cores verde e amarelo na categoria em 2011, mesmo após a confirmação do acerto da Renault com Grupo Lotus para correr com o nome Lotus Renault até 2017.
Tanto a equipe malaia quando a Renault disputam na justiça o direito de correr com o nome da lendária escuderia de Colin Chapman. O time de Tony Fernandes assegura ter adquirido os direitos pertencentes a David Hunt, irmão do ex-piloto James Hunt; já o Grupo Lotus (que acertou com a Renault) insiste que a Proton, sua proprietária, é dona exclusiva dos mesmos direitos sobre a marca.
Em seu Twitter, o diretor técnico da equipe que correu em 2010, Mike Gascoyne, prometeu não desistir.
“Obrigado por todas as mensagens de apoio de nossos fãs. Fiquem tranqüilos, somos a Team Lotus e estamos aqui para ficar”, disse Gascoyne. “E como Team Lotus, estamos na Fórmula 1 para projetar, criar e correr com carros de F1 trazidos de nossa casa em Norfolk (Inglaterra). No futuro, venceremos como um time.”
Ainda através de seu Twitter, Mike Gascoyne brincou com os fãs da equipe e pesquisou a respeito das cores preferidas para o carro em 2011 – segundo ele, em votos contados por sua secretária Shelley. “Shelley parou de contar porque sua cabeça explodiu. Os resultados sairão a qualquer momento”, postou o dirigente, antes de anunciar que 77% das mensagens que recebeu pediam a manutenção do verde e do dourado. “Parece bastante conclusivo”, analisou.
Tony Fernandes, proprietário do time, também se manifestou a respeito do acerto entre Grupo Lotus e Renault. “Dany Bahar (diretor executivo do Grupo Lotus) nos fez um favor”, disse ele em seu Twitter. “Nunca me senti melhor a respeito de nosso futuro e a respeito da Team Lotus. Parece que estão tentando roubar nossa ideia (de correr) de preto e dourado”, completou. Gerard Lopez, da outra equipe, negou.
A Lotus Racing pretende correr a temporada de 2011 da Fórmula 1 como Team Lotus. No entanto, caso perca na justiça, não está descartado o nome de 1Malaysia F1 Team.

fonte: Terra Esporte