Festa Brasileira no Podio

SÃO PAULO – Terceiro colocado no GP da Alemanha, Felipe Massa teve uma atitude cortês ao falar do resultado da corrida. A décima etapa do Mundial de Fórmula 1, que terminou com Lewis Hamilton isolado na liderança do Campeonato, foi marcada pelo primeiro pódio do brasileiro Nelsinho Piquet, que chegou em segundo.

"Antes de falar qualquer coisa da corrida, temos que dar os parabéns ao Nelsinho [Piquet], que teve a paciência, o ritmo e carro para chegar ao final em segundo. Gostaria de dar as boas vindas a ele", afirmou o piloto da Ferrari.

Na entrevista coletiva dos pilotos, Massa ainda lembrou do seu primeiro pódio na Fórmula 1 e em uma clara demonstração de apoio ao brasileiro – que recebeu muitas críticas antes da fase européia do Campeonato e chegou a ter seu nome colocado em dúvida para a seqüência da temporada – parabenizou novamente o compatriota Nelsinho Piquet.

"Me lembro do meu primeiro pódio, fiquei como uma criança, muito feliz. Agora, posso imaginar como ele [Nelsinho Piquet] esteja contente por esse momento", afirmou. Massa teve seu primeiro pódio já pela Ferrari em 2006, no GP da Europa, em Nurburgring, também na Alemanha, fez questão de lembrar o quanto isso ajuda um jovem piloto.

"O primeiro pódio pode ajudar muito a carreira de um piloto. Ajuda a por a cabeça no lugar, a tomar um rumo na carreira, foi o que aconteceu comigo", disse Massa.

Sobre a sua corrida, Massa minimizou a diferença de quatro pontos no Mundial colocada por Hamilton, que agora soma 58 pontos. O brasileiro largou em segundo e desde o início não conseguiu acompanhar o ritmo imposto pelo piloto da McLaren, que largou na pole.

"Eu não estive bem hoje e quero dar parabéns para ele", resumiu Massa, que também afirmou ter sofrido com problemas nos freios ao fim da prova, o que dificultou ainda mais a luta por uma melhor colocação. "Foi o que deu para fazer", conclui.