Indy trará 300 toneladas de equipamentos para São Paulo

No dia 13 de março, as máquinas da Fórmula Indy irão percorrer, pela primeira vez, o traçado de 4.180 metros da região do Sambódromo do Anhembi, dando início ao primeiro treino livre para a São Paulo Indy 300.

A correria e o trabalho, entretanto, começam bem antes de os carros entrarem na pista, com o transporte de carros e equipamentos de alta tecnologia a serem utilizados pelas equipes.

Ao todo, cerca de 300 toneladas de materiais chegarão a São Paulo para a realização da primeira corrida da história da Fórmula Indy nas ruas de uma cidade da América do Sul.

Grande parte delas sairá de Indianápolis (EUA) no dia 6 de março, exatamente uma semana antes do início das atividades, em dois aviões Boeing 747-400. A chegada será no aeroporto de Viracopos, na região de Campinas, no dia seguinte.

Além das duas aeronaves, um navio cargueiro trará mais cinco containeres de 40 pés (cerca de 12 metros) de comprimento lotados de cargas extras e menos delicadas, como os pneus.

A Fórmula Indy trará ao Brasil um total de 48 carros, que serão transportados em 24 car-racks – uma espécie de grande caixa produzida especialmente para acomodar cada veículo individualmente.

Como o volume de carga é maior do que a capacidade de armazenagem do aeroporto, o equipamento seguirá rumo ao Sambódromo do Anhembi cinco horas após a aterrizagem do avião. O comboio de 35 caminhões seguirá sob escolta policial.

A correria maior, porém, acontece após a realização da São Paulo Indy 300. Na quarta-feira seguinte, três dias após a prova, todo o equipamento já deverá estar de volta a Indianápolis.

fonte: terra esportes