Massa aposta na torcida, mas admite que depende da sorte

O brasileiro Felipe Massa chegou ao Brasil para um período de descanso até encarar seu maior desafio na Fórmula 1. E para tentar o título do mundial da categoria, ele terá um reforço que considera importante, o da torcida brasileira, que acompanhará a última etapa da temporada, no GP de Interlagos.

Mais uma vez a etapa brasileira decidirá o Mundial, mas será a primeira vez que um brasileiro estará na disputa. Massa luta contra Lewis Hamilton, mas está em desvantagem na tabela, sete pontos atrás do inglês. Tarefa difícil, mas não impossível. “A pressão da torcida só poderá ajudar. Eu sempre gostei de correr em casa e sei que posso absorver o que vier de positivo para fazer meu melhor”, disse o piloto da Ferrari, à TV Globo.

“Os últimos anos provaram isso, como na vitória de 2006”, relembrou Massa, primeiro brasileiro a subir ao posto mais alto do pódio no GP do Brasil desde 1993 com Ayrton Senna. Na última temporada, o brasileiro favoreceu o companheiro Kimi Räikkönen, que se sagrou campeão.

Desta vez, no entanto, o segundo colocado da tabela sabe que não bastará só um bom desempenho para que o tão sonhado título chegue. “Não depende só da gente”, disse Massa, que precisa vencer ou chegar em segundo, e torcer para Hamilton não chegar além da sexta posição. “Vamos tentar vencer e o que mais acontecer só Deus sabe.”

Esta semana deve ser de relaxamento para Felipe Massa, antes dos inúmeros eventos de patrocinadores na semana da decisão, no dia 2 de novembro. Depois da segunda colocação no GP da China, vencido por Hamilton, o brasileiro viu o adversário somar 94 pontos na classificação, sete a mais do que possui.

Fonte: Uol