McLaren admite que pode ter Räikkönen em 2010

O chefe esportivo da Mercedes-Benz, Norbert Haug, não vê obstáculos para uma possível ida do finlandês Kimi Räikkönen para McLaren na próxima temporada. Para o cartola, é apenas uma questão de chegar a um acordo com o piloto, pois, segundo ele, a equipe não teme qualquer tipo de problema em ter dois campeões mundiais disputando a preferência.

Com a Ferrari prestes a anunciar a contratação do espanhol Fernando Alonso, a permanência de Kimi Räikkönen em Maranello está com os dias contados. Assim, tanto o finlandês como a escuderia inglesa estariam dispostos a renovar a parceria. O piloto de 30 anos já correu pela McLaren entre 2002 e 2006.

Assim, a equipe voltaria a enfrentar o dilema de ter dois pilotos de alto nível disputando espaço, como aconteceu em 2007 com Lewis Hamilton e Fernando Alonso. Mas, para Norbert Haug, ter uma das melhores duplas da Fórmula 1 não chega a ser um problema.

“Temos que fazer qualquer coisa para ter os melhores pilotos. É uma questão de dinheiro, capacidade, talento. Honestamente, não penso que gerenciar duas grandes estrelas seja um problema”, avaliou o chefe da montadora que administra a McLaren.

“Com Alonso, houve muito barulho para fora, mas a realidade dentro do time era que todos estavam fazendo o seu trabalho, e nós deveríamos ter vencido aquele campeonato. Não foi possível porque não houve ordens de equipe”, analisou Haug.

O dirigente da Mercedes disse ainda que o problema de relacionamento entre Räikkönen e o antigo chefe da McLaren, Ron Dennis, já ficou no passado: “Refletindo sobre nossa cooperação naqueles cinco anos, creio que foi positiva. Tenho uma boa relação com ele e tenho certeza que ele diria o mesmo”.

Fonte: Uol