Mudanças no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade 2009 poderá “reviver” o Brasil no MotoGP

Campeonato Brasileiro de Motovelocidade promete muito para o ano de 2009. A CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) alterou o regulamento para a edição de 2009 com a promessa de uma competição mais emocionante, competitiva e democrática de todos os tempos. A mudança fundamental foi a abertura do campeonato para para outras motocicletas nacionais, em 2008 as motocicletas eram a Hornet e a Twister, agora devem disputar o campeonato principal de 600cc a Hornet, Fazer 600 e a Bandit 600.

Outra mudança importante foi a volta da categoria 125cc, a qual se destaca por iniciar no esporte jovens talentos.

O campeonato mundial de motovelocidade também está mudando, para o ano de 2010 a categoria de 250cc dois tempos será substituída pela categoria Moto2 ( o nome não tem nada a ver com o óleo Lubrax Moto2), a qual será disputada por motos de motor quatro tempos e 600cc, para nós brasileiros é uma boa notícia pois nosso campeonato principal é o de 600 cilindradas, o que pode representar dentro de poucos anos a entrada de um piloto brasileiro no MotoGP.

Apesar de possuir bons pilotos, o Brasil não disputa uma edição do MOTOGP a muitos anos, o último piloto a defender nossa bandeira foi o Alexandre Barros em 2007 pela Pramac Racing (moto Ducati), que por sinal foi um ótimo representante, tanto é que ocupou a vaga aberta na Honda quando Valentino Rossi foi para a Yamaha. Dizem que Barros não superou o fim da categoria 500 cilindradas dois tempos (onde conseguiu seus melhores resultados), caindo um pouco de rendimento no motor quatro tempos.

O que nos resta é acompanhar o campeonato brasileiro e quem sabe, torcer em 2010 por um brasileiro na Moto2 de 600cc.

fonte: motokando.com