Novo acordo automotivo entre Brasil e Argentina

Um novo acordo automotivo entre Brasil e Argentina foi assinado em Buenos Aires nesta última terça- feira. Entrando em vigor dia primeiro de julho, o novo acordo destrava o impasse que gerava entre os países desde 2013.

Fica determinado que para cada 1,5 milhão de carros e peças vendidos para Argentina, o Brasil terá que comprar R$1 milhão do país em acordo, sem tributos, dentro do regime flex. Passando desse valor o imposto subirá para mais 35% na alíquota.

Além disso, fica determinado que os setores ANFAVEA e Sindipeças no Brasil e Afac e ADMIRA na Argentina, mantenham participação mínima nos dois mercados com 43,3% automóveis brasileiros na Argentina e 11% argentinos no Brasil.