Novo Ford Ka

O Ford Ka sempre foi considerado um carro ideal para jovens que não precisavam de muito espaço e apreciavam um design marcante. Além disso, oferecia muito prazer ao dirigir no trajeto casa-trabalho-faculdade. Pois agora ele amadureceu, ganhou espaço e pode até ser uma opção para uma família pequena. Um carro menos apaixonante, que agora aposta tudo no custo-benefício.
MARCO DE BARI
O Ka cresceu 15 centímetros no comprimento e seu teto ficou mais alto na traseira, perdendo o formato curvilíneo que era sua principal característica
São 15 centímetros a mais de comprimento e um teto bem mais alto na traseira. Agora o Ka tem apenas 4 centímetros a menos que o Fiesta e espaço suficiente para dois adultos no banco de trás, onde uma pessoa de até 1,90 metro viaja sem ter que encolher o pescoço. O porta-malas ganhou 58 litros e agora comporta 263.
Ao menos por enquanto, o novo Ka será vendido apenas com duas portas — uma precaução da Ford para evitar o canibalismo entre o novo modelo e o Fiesta, embora a fábrica garanta que o perfil dos compradores dos dois carros é bem diferente.
Ao volante, o novo Ka está menos arisco, com movimentos de carroceria mais progressivos e reações mais suaves. Os motores são os mesmos do Fiesta, assim como o câmbio — mas este conta com sistema de acionamento por cabos, proporcionando engates suaves e mais perceptíveis.
O Ka básico de entrada custará 25 190 reais, enquanto o modelo 1.6 começa em 31 800. Todas as versões trazem de série um sistema de alerta de revisão, trava elétrica com acionamento automático a 15 km/h e abertura de porta-malas, além de alarme e pára-choques pintados.

Fonte Quatro Rodas