Películas de proteção Solar

Muitas pessoas pensam que a película (mais conhecida como insulfilm) é apenas uma questão de estética para embelezar o carro, no entanto este produto oferece vantagens que muitos desconhecem. A película reduz até 79% os efeitos dos raios solares, eliminando em 99% os efeitos ultra-violeta. Colabora também na segurança, transformando qualquer vidro comum em forte laminado que ao romper-se não estilhaça. Em termos de economia, aumenta o rendimento dos aparelhos de ar-condicionado, agilizando a refrigeração, com menor consumo de energia, além de proporcionar privacidade.

As regras para o uso de películas de proteção solar (popularmente chamadas de insulfilm) nos vidros nos carros em território nacional..

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), estudos feitos pelo órgão comprovaram que o “escurecimento” não atrapalha, já que o motorista pode usar o auxílio dos retrovisores. As películas reflexivas são proibidas.

Multa pesada

A fiscalização obrigatória para quem instalar o insulfilm, antes feita com base na marca oferecida pelo instalador, é realizada por um equipamento chamado medidor de transmitância luminosa, aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e pelo Denatran.

Quem desrespeitar a lei receberá multa de R$ 127,69 (valor para multas consideradas graves pelo Código de Trânsito Brasileiro). Receberá ainda cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e ainda terá a retenção do veículo, que só será liberado depois que a película for trocada.

Outras mudanças

Os veículos deverão sair de fábrica com o pára-brisa feito com vidro laminado, que em caso de quebra, os cacos ficam presos a uma película que protege o vidro, reduzindo o risco de ferimento às pessoas. Nas demais partes, os carros devem ter vidros de segurança temperados. As montadoras não podem vender carros com a película instalada. Fica a critério do cliente a instalação.

Pára-brisa: 75% de transmissão luminosa (transparência), ressaltando que é permitido na banda degradée 50% de transmissão luminosa.
Vidros laterais dianteiros: 70% de transmissão luminosa
Outros vidros (laterais e vidro traseiro): 28% de transmissão luminosa.

fonte: www.meuamigocarro.blogspot.com