Piquet se cala sobre primeiro pódio do filho

Nelson Piquet não fez nenhum comentário sobre o segundo lugar conquistado pelo seu filho Nelsinho no GP da Alemanha, no domingo.

Desde ontem o Tazio procura a assessoria do tricampeão, que informou que "ele não disse nenhuma daquelas frases com as quais estamos acostumados".

O ex-piloto estava em Brasília e não acompanhou o filho em Hockenheim _coincidentemente, o palco de sua estréia na F-1, em 1978, pela Ensign. A última corrida em que esteve acompanhando Nelsinho foi o GP da Espanha, em Barcelona, em abril.

Nelson manifestou-se apenas em sua coluna no jornal "Lance!": "Orgulho do pai, da família, bom exemplo para os irmãos, bom menino, diria até excelente menino. Ah! E também um senhor piloto!"

O brasileiro da Renault trouxe de volta o sobrenome Piquet ao pódio após 17 anos.

O último troféu do pai na categoria foi pelo terceiro lugar no GP da Bélgica de 1991. Que também era, até este GP da Alemanha, a última prova com dois brasileiros no pódio _Ayrton Senna foi o ganhador.

Fonte: Uol