Preco do carro zero cai pelo segundo mês consecutivo

O Preço de Verdade do carro zero confirmou a tendência de queda e apresentou retração pelo segundo mês seguido. Em outubro a média dos preços praticados do OK caiu 0,13%, pouco em relação a setembro (-0,96%), mas que contribui para a redução do preço final para o consumidor.

A informação é do índice AutoInforme/Molicar, que calcula a evolução do preço real das 930 versões de carro zero – nacionais e importadas – vendidas no Brasil. Apesar do aumento da procura nos últimos dois meses do ano, e que deve se repetir agora, a tendência é de que os preços continuem caindo, ou pelo menos se estabilizem. Isso porque, o mercado está bem abastecido e portanto a concorrência será grande.

No acumulado do ano o balanço é positivo: de janeiro a outubro o preço do carro subiu 1,59%. Foi a queda dos preços dos modelos Fiat que mais influenciou no comportamento do mercado em outubro. A Fiat foi a única das grandes montadoras que apresentou queda de preço no período, – 0, 86%, o que, pela grande participação no mercado, empurrou o índice para baixo.

As marcas que tiveram as maiores quedas de preços são as que atuam em nichos de mercado, com pequeno volume de vendas, como a Ssangyong (– 3,41%), a Jaguar (- 3,30%) e a Suzuki (-1,83%). Os carros da Peugeot (- 0,52%) e da Renault (- 0,39%) também ficaram mais baratos em outubro.

As outras três grandes tiveram pequenas altas de preços no mês: os carros da Volkswagen ficaram 0,06% mais caros, os da GM 0,21% e os da Ford 0,22%.

Joel Leite