Ricardo Maurício vence em Curitiba e sai na frente na superfinal da Stock Car

Piloto lidera desde a largada e assume ponta da tabela da competição.
Ricardo Maurício fez uma prova tranqüila e venceu a primeira das quatro provas da Superfinal da Stock Car, em Curitiba. Com a vitória, o piloto assumiu a liderança do campeonato, empatando com seu companheiro de equipe, Marcos Gomes, que terminou a prova na segunda posição, com 245 pontos, mas com maior número de vitórias. Thiago Camilo completou o pódio e se manteve na terceira posição da tabela, com 232 pontos.
As primeiras posições não mudaram na largada da corrida. Apesar da pressão de Marcos Gomes e Thiago Camilo, Ricardo Maurício conseguiu se manter à frente. Mais atrás, Cacá Bueno tomou a quarta posição de Giuliano Losacco, mas não conseguiu se aproximar dos três primeiros.
Nas primeiras voltas, Ricardo Maurício, Marcos Gomes e Thiago Camilo logo abriram vantagem sobre o pelotão intermediário e começaram a disputa pela liderança. Na 11ª volta, Cacá Bueno, com problemas na transmissão, abandonou a prova. Finalista, Átila Abreu foi quem mais ganhou posições no início da corrida, ao pular da 25ª colocação para a 10ª.
O momento mais emocionante da prova foi durante a parada obrigatória. Ricardo Maurício e Marcos Gomes seguraram até a última volta para irem ao Box. Na volta de Gomes, Ricardo Maurício conseguiu se manter na frente e foi tranqüilo até a vitória.
A superfinal é composta pelas quatro últimas etapas da Stock Car. Participam dos playoffs apenas os dez melhores pilotos da temporada até a etapa de Londrina. Estão na briga o líder Ricardo Maurício, além de Marcos Gomes, Thiago Camilo, Cacá Bueno, Valdeno Brito, Átila Abreu, Giuliano Losacco, Allam Khodair, Alceu Feldmann e Popó Bueno. A próxima etapa acontece em Brasília, no dia 9 de novembro.
Confira a classificação da prova:
1º) Ricardo Mauricio (P3, SP), 32 voltas em 45:33.385 (média de 155.72 km/h)
2º) Marcos Gomes (CA, SP), a 1.798
3º) Thiago Camilo (CA, SP), a 2.916
4º) Giuliano Losacco (P3, SP), a 17.650
5º) Allam Khodair (CA, SP), a 20.022
6º) William Starostik (P3, SP), a 21.617
7º) Lico Kaesemodel (ML, PR), a 22.197
8º) Ingo Hoffmann (ML, SP), a 28.257
9º) Juliano Moro (CA, RS), a 33.331
10º) Atila Abreu (P3, SP), a 33.745
11º) Popó Bueno (CA, RJ), a 34.097
12º) Tarso Marques (P3, PR), a 34.522
13º) Pedro Gomes (P3, SP), a 36.699
14º) Felipe Maluhy (ML, SP), a 49.158
15º) Renato David (P3, SP), a 49.234
16º) David Muffato (P3, PR), a 49.964
17º) Norberto Gresse (P3, SP), a 50.582
18º) Ricardo Sperafico (P3, PR), a 50.708
19º) Rodrigo Sperafico (ML, PR), a 50.979
20º) Guto Negrão (CA, SP), a 58.073
21º) Alceu Feldmann (CA, PR), a 58.267
22º) Ruben Fontes (ML, GO), a 1:01.380
23º) Thiago Marques (P3, PR), a 1:02.064
24º) Luciano Burti (P3, SP), a 1:09.447
25º) Carlos Alves (ML, SP), a 1:10.000
26º) Valdeno Brito (CA, PB), a 1:18.579
27º) Hoover Orsi (CA, MS), a 19 voltas
28º) Cacá Bueno (ML, RJ), a 21 voltas
29º) Nonô Figueiredo (ML, SP), a 21 voltas
30º) Duda Pamplona (ML, RJ), a 21 voltas