Rossi diz que conversou com Domenicali sobre a vaga na Ferrari

Valentino Rossi assumiu que chegou a conversar com a Ferrari sobre a possibilidade de assumir a vaga de Felipe Massa, que estava sendo ocupada por Luca Badoer, no GP da Itália de Fórmula 1, em Monza. O piloto de MotoGP já havia considerado guiar pelo time de Maranello alguns anos atrás, antes de se comprometer com a motovelocidade.

No entanto, Rossi disse que chegou a conversar com o chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, mas precisou desistir da idéia. O italiano acha que seu pescoço não estaria devidamente preparado – o músculo do pescoço é mais exigido nos carros do que nas motos.

“Falamos com [Stefano] Domenicali, mas tínhamos dois grandes problemas. O primeiro é o pescoço, porque não sei se atualmente conseguiria terminar uma corrida. Monza não exige tanto do pescoço, mas de qualquer maneira é preciso estar muito bem preparado”, disse o piloto italiano.

Além disso, Rossi precisa se concentrar em bater Jorge Lorenzo seu rival na briga pelo título da MotoGP. “Estamos lutando pelo título e tenho certeza que a corrida em Monza seria um grande estresse, então é melhor ficar na MotoGP”, disse Rossi.

O campeão da MotoGP lembrou que, mesmo antes de falar com Domenicali, já estava relutante quanto a oportunidade de pilotar na Fórmula 1, porque não poderia testar o carro. “Já tínhamos decidido antes, porque correr na F-1 sem testar o carro é mais arriscado do que divertido. É impossível chegar lá e fazer todo o trabalho para entender o carro em apenas três dias”, finalizou Valentino Rossi.

fonte: Uol