Saiba como usar os freios ABS da melhor maneira possível

Os freios ABS já existem em carros nacionais há quase 20 anos. O primeiro modelo a tê-lo foi o Santana 91. De lá para cá, o equipamento se tornou cada vez mais comum, sendo praticamente comum em carros de 60.000 reais ou mais.

Mas você não precisa ter esse dinheiro todo para possuir um carro com freios ABS. Em modelo já bem velhinhos, o equipamento existe, como por exemplo nos Vectra a partir de 93. Será que todos os que tem carro com ABS sabem o usar corretamente? Trazemos algumas dicas neste sentido.

Pise no freio com força e mantenha a pressão

No carro equipado com freios ABS, você pode pisar no pedal do freio com toda força, que isso não vai causar problemas. O sistema eletrônico vai analisar se alguma roda está travando, e vai aliviar a pressão só naquela roda, em questão de décimos de segundo. Fazendo assim, o carro vai parar no menor espaço possível. Diferente do carro sem ABS, que você precisa dosar a força no pedal, para não travar as rodas e acabar usando mais espaço para parar.

O que você poderá notar é uma pulsação estranha no pedal do freio. Ele muitas vezes vai apresentar uma vibração diferente, parecendo que o freio está com problemas. Mas não se preocupe, isso é normal nos freios ABS, especialmente em modelos mais antigos, dos anos 90.

Desvie do objeto ou veículo enquanto freia

Para evitar ao máximo aquele acidente iminente, você precisa desviar do outro carro enquanto freia. Fazer tudo ao mesmo tempo. Mesmo que você vire o carro para um lado ou outro, o ABS continuará a fazer o trabalho dele normalmente.

Frear nas curvas – perfeitamente possível se seu ABS tiver EBD

Nos modelos mais moderno, você pode também frear com força enquanto faz curvas, mesmo em alta velocidade. Os freios ABS que tem também o EBD, que é o sistema de distribuição eletrônica de pressão entre os eixos, evita que exista qualquer desequilíbrio na atuação dos freios e permite que os freios sejam aplicados com força total mesmo dentro de uma curva.

Não confunda freio antitravamento com freio que não superaquece e não entra em fadiga

Carros com freios ABS também estão sujeitos a situações de perigo quando o freio superaquece ou entra em fadiga. Quando usamos os freios várias vezes em um intervalo muito pequeno de tempo, como ao descer uma serra ou andar com o carro em um circuito fechado, ele entra em fadiga, perdendo a eficiência, e demorando mais para diminuir a velocidade do carro.

Os componentes do carro com freio antitravamento são do mesmo tipo que o carro que não tem ABS, então cuidado, pois o freio ABS não é super-poderoso.

Temperaturas extremas e soldas elétricas podem danificar o ABS

Uma coisa que muita gente não sabe é que se for usada solda elétrica no carro, a bateria deve ser desligada e também a unidade de comando do ABS deve ser desconectada. Muitos carros com ABS passam a ter problemas estranhos no sistema eletrônico de freios depois de uma passada na funilaria. E na maior parte desses casos, o problema só será solucionado com a troca da central eletrônica dos freios ABS. Um prejuízo e tanto. E quando o carro for exposto a temperaturas de 80 graus ou mais, o ABS também pode ser danificado.
Fonte:NA