Sistema de partida a frio – Cuidado com ele!!

Quem teve carro à Álcool deve lembrar, ou pelo menos tentou esquecer, da dificuldade de partida com o motor frio. Cada motorista tinha uma receita caseira. “Pisa no acelerador três vezes antes de ligar”, uns diziam. “Puxa o afogador até a metade” outros afirmavam.

Mas afinal de contas, porque o motor à álcool possui essa dificuldade de partida a frio?

Bem, o problema não está no motor, mas sim no combustível. É que o Álcool exige temperaturas elevadas para mudar de estado físico, ao contrário da Gasolina que evapora rapidamente. Daí a necessidade de se utilizar um sistema paralelo para ajudar na partida.

Esse sistema auxiliar consiste em um pequeno reservatório contendo gasolina e é ligado ao coletor de admissão através de uma tubulação flexível. Uma pequena eletro válvula, se encarrega de controlar a quantidade de combustível injetado. Essas injeções de gasolina ocorrem segundos antes da injeção de álcool, facilitando a partida do motor. Nos carros mais antigos a injeção era feita pelo próprio motorista quando esse acionava um botão, manualmente. O volume de gasolina injetado, nesse caso, era a “gosto do freguês”.

Os veículos Flex por serem descendentes diretos dos veículos movidos à Álcool da década de 80 herdaram também o sistema de partida a frio. Nesse caso, o sistema entra em funcionamento nos primeiros instantes de funcionamento quando há um grande percentual de álcool no tanque.

O cuidado com o nível do reservatório deve ser conferido regularmente, pois principalmente em época de inverno onde o motor resfria a temperaturas muito baixas após algumas horas sem funcionamento, a injeção de gasolina pelo sistema de partida a frio é fundamental. Sem a gasolina, na esmagadora maioria dos casos, o motor tem enorme dificuldade de partida ou simplesmente não o faz.

Alguns motoristas tentam insistentemente dar a partida no carro, mesmo sem a gasolina no sistema, descarregando completamente a bateria pelo motor de arranque. Isso não fará o motor ligar e forçará em excesso o sistema de partida, principalmente o próprio motor de arranque.

Assim para evitar dor de cabeça entre outras coisas desagradáveis como possíveis gastos ($$$), mantenha o reservatório sempre abastecido para seu conforto, saúde de seu carro e a sua saúde financeira.

Fonte: www.meuamigocarro.blogspot.com