Tire dúvidas sobre as peças dos carros

Você para que serve o cânister? E a bronzina?
Especialista explica o significado de nomes curiosos das peças dos carros.
A cena é invariavelmente a mesma: o motorista leva o carro até uma oficina e alguns minutos depois o mecânico apresenta uma lista com diversos nomes que confundem a cabeça. Não faz mal, ninguém precisa saber tudo, mas um ou outro item é interessante ter uma idéia do que é e como funciona. Abaixo montamos uma lista com os nomes mais comuns e também muito curiosos.

Abafador
É o silenciador de ruídos que geralmente fica na parte inferior e mais extrema do carro, o último elemento no cano de escapamento. Ele é o complemento do sistema de exaustão, um auxiliar do silenciador principal.

Alternador
Trata-se de um componente elétrico que por meio de uma correia ganha movimento e produz energia elétrica para carregar a bateria e alimentar o sistema elétrico do automóvel. A geração dessa energia é de forma alternada, por isso o nome. Depois a energia passa a ser contínua quando é retificada pelos diodos.

Ânodo
O eletrodo com carga positiva da bateria.

Biela
É uma peça em aço forjado que fica na parte interna do motor. Sua função é unir o pistão e o virabrequim. Permite a transformação do movimento alternado do pistão (sobe e desce) em movimento de rotação do eixo.

Bitola
Significa a distância entres as extremidades de um mesmo eixo no ponto de contato com o solo.

Bobina
É o componente da ignição que origina a corrente de alta tensão enviada a vela de ignição que gera a faísca para a combustão.

Bronzina
Sua função é proteger e também dar mais vida útil aos elementos móveis no motor, como por exemplo, o virabrequim. Também é conhecida por casquilho.

Cabeçote
Parte superior que fecha o motor. Aloja as válvulas de admissão e descarga, além da câmara de combustão. É repleto de dutos para circulação de água com a finalidade de refrigerar o motor.

Câmber
É um termo em inglês que indica o ângulo de inclinação da roda. Sua medida compreende a linha vertical e o plano mediano da roda visto de frente e com a direção alinhada. A medida é positiva quando as rodas têm a parte superior inclinadas para fora e negativa quando a parte inferior estiver para fora. Cada veículo pode ter uma medida diferente, sempre padronizada pelo fabricante.

Cânister
Um recipiente com carvão vegetal ativo cuja finalidade é absorver os hidrocarbonetos emitidos pelo respiradouro do tanque de combustível. Com o motor acionado esses vapores podem ser direcionados para o sistema de alimentação e em conseqüência serem queimados na combustão.

Cárter
Nada mais é que o reservatório de óleo do motor. É fixado ao bloco do motor.

Chicote
É o conjunto de fios e cabos elétricos do carro. Esses cabos alimentam o motor de corrente elétrica e ligam todos os componentes a bateria.

Distribuidor
Não é um concessionário, nesse caso trata-se de um componente do sistema de ignição encarregado de distribuir a corrente elétrica de alta tensão que é produzida pela bobina para as velas.

Intercooler
Oriundo do inglês significa inter-resfriador e nada mais é que um componente cuja aparência lembra um radiador e tem a função de esfriar o ar aquecido que sai do compressor ou turbocompressor antes de entrar no motor. O objetivo é tornar o ar mais denso para ser admitido mais combustível nos cilindros e em conseqüência aumentar o torque e a potencia do motor.

Prisioneiro
Não é nenhum fora da lei. Essa peça é assim chamada por ser um elemento de fixação que fica permanentemente rosqueada “presa” em uma das partes, sendo a outra parte fixada por uma porca. Um bom exemplo são as porcas de roda, que rosqueam em prisioneiros.

Satélite
É uma pequena dupla de engrenagens cônicas que ficam no diferencial.

Vigia
Um tipo de vidro lateral, geralmente fixo e que fica após a porta traseira, compondo o que seria uma terceira janela lateral.