XVIII PROVA DE ARRANCADA DE CAMINHÕES EM ARROIO DO SILVA / SC

DE 14 A 17 DE FEVEREIRO DE 2008

REGULAMENTO GERAL

1. DAS INSCRIÇÕES

1.1 – As inscrições poderão ser feitas antecipadamente na Secretaria de Turismo do Balneário Arroio do Silva, na Aspekto Comunicação ou no stand de inscrições montado no Parque Municipal da arrancada até Sexta-feira dia 15/02/2008 até às 20:00 horas para categorias caminhão toco/truck até 280cv ,cavalo mecânico toco até 380 cv, cavalo mecânico eletrônico até 480cv original e força livre.
1.2 – Somente será válida a inscrição após o preenchimento de todos os critérios e pré requisitos.
1.3 – O valor das inscrições será de:
1.3.1 – R$ 400,00 (quatrocentos reais) para as categorias toco/truck até 280 cv e cavalo mecânico eletrônico até 480cv original;
1.3.2 – R$650,00 (seiscentos e cinqüenta reais) para as categorias Cavalo Mecânico até 380 CV toco e o Força Livre;
1.3.3 – Através da compra do bloco de inscrição premiada (1 bloco com 10 bilhetes de R$ 65,00 concorrendo a R$ 15.000,00 em dinheiro) dará direito a uma inscrição;
1.3.4 – O pagamento da inscrição deverá ser efetuado no Caixa existente na Administração do Evento, onde será retirado o KIT contendo o adesivo de numeração, adesivos dos patrocinadores oficiais ( obrigatórios) e outros materiais promocionais.
1.4 – O não pagamento da mesma refletira no cancelamento automático e proibição da entrada do veículo nos boxes de preparação.
1.5 – Somente serão aceitas as inscrições mediante a apresentação dos documentos de propriedade do caminhão e do motorista.
1.6 – Cada inscrição receberá somente credencial para 01 (um) piloto e 01 (um) mecânico e 4 (quatro) para a arquibancada especial das famílias dos pilotos.
1.7 – Todos os concorrentes comprometem-se a respeitar o presente regulamento pelo simples ato de se inscreverem na XVIII Arrancada de Caminhões de Arroio do Silva e/ou de participarem da prova em questão.

DOS COMPETIDORES

2.1 – Os competidores deverão apresentar no ato da inscrição a Carteira Nacional de Habilitação – CNH.
2.2 – Somente poderão pilotar os caminhões, seus proprietários e/ou motoristas devidamente autorizados através da apresentação do formulário, (fornecido pela organização), devidamente preenchido e assinado.
2.3 – O número do caminhão e os adesivos dos patrocinadores ( obrigatórios) deverão constar visivelmente nas duas portas e no vidro/grade dianteiro e vidro traseiro, sendo vetado a qualquer piloto competir com marcas expostas em seus caminhões que choquem com o segmento comercial dos patrocinadores oficiais.

3. DAS PROVAS

3.1 – Os caminhões largarão de 3 em 3 ou 2 em 2, e serão divididos proporcionalmente pelo número de inscrições em cada categoria.
3.2 – Em todas as largadas, de todas as categorias, haverá sorteio das pistas.
3.3 – Os treinos livres, serão realizados somente nos dias 15/02/08 – das 14hs às 18hs.
3.4 – O início das provas será Sábado, 16/02/08 às 08:30h.
3.5 – Os participantes deverão estar no local da prova para a chamada geral às 08:00 horas do dia 16/02/08 com seus respectivos veículos.

4. CLASSIFICATÓRIA

4.1 – Para formação de cada serie de baterias de largada, haverá sorteio dos Competidores da referida categoria. Nas demais baterias, estes serão formados pela montagem das planilhas de largadas. Estas ficarão a critério da Comissão Organizadora e dependerá do número de caminhões inscritos .
4.2 – O critério para 1º, 2º e 3º colocados das disputas de cada bateria, será a classificação da ordem de chegada.
4.3 – Os pilotos, ao serem chamados pelo sistema de som, terão 03 minutos para alinhar no grid de largada, caso contrário perderão a bateria.
4.4 – Os protestos desportivos e/ou técnicos, somente serão aceitos, por escrito no formulário do evento, e mediante pagamento de R$ 1.000,00 (mil reais) depositados no caixa da Administração do Evento detro do prazo de 20 minutos após o término da bateria;
4.4.1- O piloto reclamante terá seu veículo examinado nos mesmos itens do reclamado.
4.4.2- Se a irregularide envolver medição que exija alta precisão, exames especializados e/ou partes não desmontáveis, o veiculo ou suas peças ficarão a disposição da FAUESC até que seja conhecida a decisão final do exame necessário.
4.4.3- Correrão por conta do reclamante todas as despesas necessárias à realização dos exames especializados.
4.5 – Se for comprovada irregularidade, o piloto e/ou caminhão serão desclassificados do evento e o reclamante receberá a devolução de 100% do valor pago a título de reclamação.
4.6 – Caso contrário e não comprovada a irregularidade, o protestado é quem receberá a quantia de 50% do valor do protesto. A diferença de 50% do valor do protesto ficará com a organização,
4.7 – O piloto que queimar a largada por três (03) vezes na mesma bateria será desclassificado da mesma.
4.8 – A largada será feita por sinal luminoso, sendo que após os veículos estarem alinhados, o sinal vermelho será aceso e num intervalo de 4 à 7 segundos se apagará liberando os mesmos para a partida.
4.9 – Em caso de falta de luz ou qualquer outro problema técnico, a largada será feita com bandeira.
4.10 – A confecção e montagem da planilha ficará a cargo da Speed Max de Araranguá homologado e autorizado pela FAUESC.
4.11 – Nas chegadas, se houver empate visual, a definição ficará a critério do sistema de foto finish localizado na linha de chegada, que determinará o vencedor.
4.12 – Antes da realização das competições de cada categoria será efetuada reunião( briefing) com os pilotos participantes.

5. DAS CATEGORIAS

A competição será dividida em 4 categorias distintas, com regulamento técnico específico para cada uma:
5.1 – Caminhões Toco ou truck até 280 cv. (injeção mecânica e eletônica)
5.1.1 – Premiação total R$ 12.000,00:
5.1.2 – 1º Lugar: R$ 6.000,00, 2º Lugar: R$ 3.500,00, 3º Lugar: R$2.500,00.

5.2 – Cavalo Mecânico Eletrônico até 480 cv. (injeção eletrônica)
5.2.1 – Premiação R$ 12.000,00:
5.2.2 – 1º Lugar: R$ 6.000,00, 2º Lugar: R$ 3.500,00, 3º Lugar: R$2.500,00.

5.3 – Cavalo Mecânico Toco até 380 cv (injeção mecânica e eletrônica)
5.3.1 – Premiação R$ 18.000,00:
5.3.2 – 1º Lugar: R$ 9.000,00, 2º Lugar: R$ 6.000,00, 3º Lugar: R$ 3.000,00.

5.4 – Força Livre(injeção mecânica e eletrônica)
5.4.1 – Premiação R$ 18.000,00:
5.4.2 – 1º Lugar: R$ 9.000,00, 2º Lugar: R$ 6.000,00, 3º Lugar: R$ 3.000,00.

6. DO REGULAMENTO TÉCNICO

6.1 – CATEGORIA TOCO E TRUCK ATÉ 280CV(INJEÇÃO MECÂNICA E ELETÔNICA)
6.1.1 – Caminhões importados, especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
6.1.2 – Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número maximo de uma turbina, com bocas de entrada e saída de ar iguais a do modelo original de linha de montagem do motor;(diâmetro máximo de 110 mm nas bocas de entrada e saída de ar)(exeto os modelos que saem com turbina de 145mm de entrada e 65mm de saida original de fábrica).
6.1.3 – Os caminhões deverão estar equipados com carroceria e demais acessórios obrigatórios, inclusive estepe;
6.1.4 – Os caminhões truck estarão livres dos pneus do 3º eicho ou seja livres do pneu do truck.
6.1.5 – O estepe deverá estar em condições de rodagem, não podendo conter quaisquer tipo de produtos que alterem o seu peso original.(ex.agua, areia, concreto etc… dentro ou sobre o mesmo)
6.1.6 – Os caminhões só poderão estar equipados com pneus com largura e tamanho originais de linha de montagem de fábrica do modelo correspondente, estando livre a marca o tipo de banda ou desenho das ranhuras do pneu.
6.1.7 – A pista terá o comprimento de 1.000 metros, sendo 500 metros para competição e 500 metros para área de escape;
6.1.8 – Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit;
6.1.9 – Combustível livre .
6.1.10 – Supra-alimentação: expressamente Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar via compressor;
6.1.11 – Motor de linha de motagem da mesma marca do caminhão.
6.1.12 – Bomba injetora livre;
6.1.13 – fica proibido a colocação de pesos de qualquer origem fixos ou sobresalentes que não sejam equipamentos originais do caminhão(ex.sacos de areia, areia,pedras, pneus extras, parachoques maciços, recipientes com inclusão de pesos, tanques extras, etc…;(obs. Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.)
6.1.14 – Modulo eletrônico original de fabrica do modelo correspondente;
6.1.15 – diferencial livre (bloqueado ou desbloqueado)
6.1.16 – Todos os caminhões inscritos estarão sujeitos a verificação de todos os itens supra citados no regulamento, antes, durante e após qualquer bateria.
6.1.17 – Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
6.1.18 – A suspensão deve ser totalmente original. Fica proibido o rebaixamento da mesma, a retirada ou colocação de qualquer item que altere a mesma. (ex.fixação de amortecedores, pesos etc…)
6.1.19 – Proibida a colocação de película(escura ou espelhada) no parabrisa frontal e nas janelas laterais.

6.2 – CATEGORIA CAVALO MECÂNICO ELETRÔNICO ATÉ 480CV(INJEÇÃO ELETRÔNICA)

6.2.1 – Caminhões importados, especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
6.2.2 – Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número maximo de uma turbina, com bocas de entrada e saída de ar iguais a do modelo original de linha de montagem do motor;(diâmetro máximo de 110 mm nas bocas de entrada e saída de ar)(exeto os modelos que saem com turbina de 145mm de entrada e 65mm de saida original de fábrica).
6.2.3 – Caminhões Truckados: O truck (3o eixo) pode ser levantado ou podem ser removidos os pneus do mesmo.

6.2.4 – O estepe deverá estar em condições de rodagem e fixado na quinta roda, não podendo conter quaisquer tipo de produtos que alterem o seu peso original.(ex.agua, areia, concreto etc…) dentro ou sobre o mesmo.
6.2.5 – Os caminhões só poderão estar equipados com pneus com largura e tamanho originais de linha de montagem de fábrica do modelo correspondente, estando livre a marca, o tipo de banda ou desenho das ranhuras do pneu.
6.2.6 – A pista terá o comprimento de 1.000 metros, sendo 500 metros para competição e 500 metros para área de escape;
6.2.7 – Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit;
6.2.8 – Combustível: livre.
6.2.9 – Supra-alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compresor;
6.2.10 – Motor somente original do modelo de linha de montagem ( numeração do documento do caminhão);
6.2.11 – fica proibido a colocação de pesos de qualquer origem fixos ou sobresalentes que não sejam equipamentos originais do caminhão(ex.sacos de areia, areia,pedras, pneus extras, parachoques maciços, recipientes com inclusão de pesos, tanques extras, etc…;(obs. Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.)
6.2.12 – Modulo eletrônico original de fábrica do modelo correspondente, não podendo ser alterado ou modificado sua configuração em qualquer hipostese;
6.2.13 – Diferencial: livre ( bloqueado ou desbloqueado)
6.2.14 – Todos os caminhões inscritos estarão sujeitos a verificação de todos os itens supra citados no regulamento, antes, durante e após qualquer bateria.
6.2.15 – Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
6.2.16 – A suspensão deve ser totalmente original. Fica proibido o rebaixamento da mesma, a retirada ou colocação de qualquer item que altere a mesma. (ex.fixação de amortecedores, pesos etc…)
6.2.17 – Proibida a colocação de película(escura ou espelhada) no parabrisa frontal e nas janelas laterais.

6.3 – CATEGORIA CAVALO MECÂNICO TOCO ATÉ 380 CV(INJEÇÃO MECÂNICA E ELETRÔNICA)

6.3.1 – Caminhões importados, especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
6.3.2 – Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número maximo de uma turbina, com bocas de entrada e saída de ar iguais a do modelo original de linha de montagem do motor;(diâmetro máximo de 110 mm nas bocas de entrada e saída de ar)(exeto os modelos que saem com turbina de 145mm de entrada e 65mm de saida original de fábrica).
6.3.3 – Os caminhões das deverão estar equipado com acessórios obrigatórios, inclusive estepe;
6.3.4 – Será obrigatório o uso do estepe fixado na 5ª. Roda, O estepe deverá estar em condições de rodagem não podendo conter quaisquer tipo de produtos que alterem o seu peso original.(ex.agua, areia, concreto etc…) dentro ou sobre o mesmo. 6.3.5 – Os caminhões só poderão estar equipados com pneus com largura e tamanho originais de linha de montagem de fábrica do modelo correspondente, estando livre a marca, o tipo de banda ou desenho 6.3.6 – A pista terá o comprimento de 1.000 metros, sendo 500 metros para competição e 500 metros para área de escape;
6.3.7 – Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit;
6.3.8 – Combustível: livre.
6.3.10 – Supra-alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compresor;
6.3.11 – Motor somente original do modelo de linha de montagem ( numeração do documento do caminhão); 6.3.12 – Bomba injetora livre;
6.3.13 – fica proibido a colocação de pesos de qualquer origem fixos ou sobresalentes que não sejam equipamentos originais do caminhão(ex.sacos de areia, areia,pedras, pneus extras, parachoques maciços, recipientes com inclusão de pesos, tanques extras, etc…;(obs. Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.)
6.3.14 – Modulo eletrônico original de fábrica do modelo correspondente, podendo ser alterado ou modificado sua configuração original.
6.3.15 – Diferencial: livre ( bloqueado ou desbloqueado);
6.3.16 – Todos os caminhões inscritos estarão sujeitos a verificação de todos os itens supra citados no regulamento, antes, durante e após qualquer bateria.
6.3.17 – Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
6.3.18 – A suspensão deve ser totalmente original. Fica proibido o rebaixamento da mesma, a retirada ou colocação de qualquer item que altere a mesma. (ex.fixação de amortecedores, pesos etc…)
6.3.19 – Proibida a colocação de película(escura ou espelhada) no parabrisa frontal e nas janelas laterais.

6.4 – FORÇA LIVRE (CAMINHÕES E CAVALOS MECÂNICOS COM INJEÇÃO ELETÔNICA OU MECÂNICA)

6.4.1 – Caminhões importados, especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
6.4.2 – Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número maximo de uma turbina, com bocas de entrada e saída de ar iguais a do modelo original de linha de montagem do motor;(diâmetro máximo de 110 mm nas bocas de entrada e saída de ar)(exeto os modelos que saem com turbina de 145mm de entrada e 65mm de saida original de fábrica).
6.4.3 – Os caminhões deverão estar equipados com carroceria e demais acessórios obrigatórios, inclusive estepe;
6.4.4 – Caminhões e cavalos mecânicos Truckados: O truck (3o eixo) pode ser levantado ou podem ser removidos os pneus do mesmo. 6.4.5 – O estepe deverá estar em condições de rodagem e fixado na quinta roda ou em seu local de origem, não podendo conter quaisquer tipo de produtos que alterem o seu peso original.(ex.agua, areia, concreto etc…) dentro ou sobre o mesmo.
6.4.6 – Os caminhões só poderão estar equipados com pneus com largura e tamanho originais de linha de montagem de fábrica do modelo correspondente, estando livre a marca, o tipo de banda ou desenho das ranhuras do pneu.
6.4.7 – A pista terá o comprimento de 1.000 metros, sendo 500 metros para competição e 500 metros para área de escape;
6.4.8 – Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit;
6.4.9 – Combustível: livre.
6.4.10 – Supra-alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compresor;
6.4.11 – Motor somente original do modelo de linha de montagem;
6.4.12 – Bomba injetora livre;
6.4.13 – fica proibido a colocação de pesos de qualquer origem fixos ou sobresalentes que não sejam equipamentos originais do caminhão(ex.sacos de areia, areia,pedras, pneus extras, parachoques maciços, recipientes com inclusão de pesos, tanques extras, etc…;(obs. Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.)

6.4.14 – Modulo eletrônico original de fábrica do modelo correspondente, podendo ser alterado ou modificado sua configuração original.
6.4.15 – Diferencial: livre ( bloqueado ou desbloqueado);
6.4.16 – Todos os caminhões inscritos estarão sujeitos a verificação de todos os itens supra citados no regulamento, antes, durante e após qualquer bateria.
6.4.17 – Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
6.4.18 – A suspensão deve ser totalmente original. Fica proibido o rebaixamento da mesma, a retirada ou colocação de qualquer item que altere a mesma. (ex.fixação de amortecedores, pesos etc…)
6.4.19 – Proibida a colocação de película(escura ou espelhada) no parabrisa frontal e nas janelas laterais.

7. DA SEGURANÇA

7.1 – Nas provas, somente o piloto, será permitido na cabine do caminhão.
7.2 -Os pilotos deverão, antes da largada, passar obrigatoriamente por teste de bafômetro estando sujeito a desclassificação se não estiver dentro do limite máximo exigido pela legislação de trânsito vigente.
7.3 – Na área de escape é expressamente proibida a aceleração dos veículos assim como execução de manobras perigosas. Ao passar pela linha de chegada, o piloto deverá manter seu veículo na pista a qual largou, por no mínimo 200 mts.
7.4 – Os pilotos deverão estar equipados com cinto de segurança e calçado fechado.
7.5 – Será obrigatório o uso de equipamentos de segurança no veículo determinados pela legislação de trânsito vigente, ex.: extintor de incêndio dentro da validade, etc…).
7.6 – É expressamente proibido qualquer tipo de manobra radical que desobedeça o regulamento de segurança, sendo esta nos boxes, nas pistas e área de escape. Nos retornos a velocidade máxima permitida será de 50 km/h. Quaisquer uma destas infrações, dará direito a desclassificação do piloto na Prova.
7.7 – Somente será permitido o acesso a pista durante o início das provas, pessoas com as credenciais de piloto, mecanico, segurança, coordenação e imprensa.
7.8 – O piloto que infringir qualquer norma estabelecida pela Lei Nacional de Trânsito, fora do perímetro da prova estará sujeito a multa a até apreensão do veículo, e se comprovado por qualquer membro da coordenação do evento, o mesmo será desclassificado da Prova.

Parágrafo único – Os casos omissos a este regulamento e/ou dúvidas na sua interpretação, serão resolvidos em conjunto com os comissários da Fauesc e os membros da Comissão disciplinar da FAUESC.

Membros da Comissão Técnica e Organizadora
Durval de Oliveira Sousa Neto – Presidente da Comissão Organizadora
José Felisberto Pereira – Coordenador Geral
Rogerio Ferreira da Costa- Secretário Mun. de Turismo e esporte
Juarez Lucio Prudêncio – Tesoureiro da CCO
Paulo Pedroso Vitor – Membro da Comissão Organizadora
Edélcio Fontanela – Membro da Comissão Organizadora

Regulamento homologado na FAUESC – Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina em 14 de janeiro de 2008

Jairo Anjos de Albuquerque
Presidente da Federação de Automobilismo de Santa Catarina

Regulamento disponível nos sites: www.arrancadadecaminhoes.com.br
www.fauesc.org.br