Skip to main content
Home » No Brasil » Carro elétrico da Apple chega em 2019

Carro elétrico da Apple chega em 2019

Apple definitivamente vai entrar no mercado de carros elétricos. 

Segundo o The Wall Street Journal, a empresa triplicou o número de funcionários que trabalham no projeto, tudo para que o veículo faça sua estreia em 2019.

Porém nem tudo é flores, acompanhem uma pesada declaração sobre o futuro da Apple em relação ao mercado automobilístico que o executivo Bob Lutz, conhecido pelo trabalho da BMW e GM fez.

Pergunta: A Apple está fazendo a coisa certa ao entrar no mercado de carros elétricos?

Bob Lutz: “Não, eu não acho. Se eu fosse um acionista, eu estaria bem preocupado. Eles estão engajados em um negócio de alta margem e no mercado automobilístico que, no melhor, possui uma margem muito baixa. Tente me mostrar apenas uma companhia no mundo que, até agora, tem lucro com carros elétricos. Geralmente, as empresas perdem muito dinheiro. A única razão para produzir estes veículos é por causa da necessidade de cumprir as regulações europeias e norte-americanas de economia de combustível. Não há qualquer razão para afirmar que a Apple vai ter sucesso no mercado de carros elétricos”.

Lutz, ainda comentou sobre a possibilidade de a apple introduzir uma nova tecnologia de bateria, aumentando a autonomia do veículos.

Em primeiro lugar, a Apple não tem experiência em fazer baterias. Eles não fazem baterias. As empresas especializadas em eletroquímica vão fazer e a Apple vai comprar, como as outras companhias. Não há qualquer razão para assumir que a Apple, sem qualquer experiência, vai ‘do nada’ fazer um trabalho melhor do que a General Motors, a Ford, a Volkswagen, a Toyota ou a Hyundai. Então eu acho que o carro vai ser uma montanha de dinheiro ambulante. Mas isto não importa. A Apple tem bastante dinheiro e não sabe mais onde colocá-lo. Por isso, se ela queimar 30 ou 40 bilhões de dólares no negócio automobilístico, ninguém vai notar”.

Bom, o que sabemos é que se tudo der certo, em menos de quatro anos iremos ver os primeiros “icars” andando pelas ruas!

Compartilhar