Skip to main content
Home » No SóCarrão » Dr. SóCarrão » Aditivo de Radiador – por que usar?

Aditivo de Radiador – por que usar?

Os automóveis contam com um sistema de arrefecimento e este é quem atua na refrigeração do motor. Isso faz com que o propulsor funcione em uma temperatura ideal e não deixa que o mesmo superaqueça.

Uma das peças importantes deste composto, entre outras, é a válvula termostática, que faz o sistema funcionar de maneira correta. Para que tudo ocorra bem, a utilização da água é essencial, pois é ela que retira do motor o seu calor interno.

Com a água, o motor fica resfriado e todas as peças que o sistema conta funcionam de maneira adequada.  Sem a água, as peças até funcionariam, porém, o sistema sozinho não conseguiria fazer com que o motor resfriasse.

O uso do aditivo

Mesmo com o sistema funcionando bem apenas com a utilização de água, o aditivo para radiador deve ser usado também nesse processo. Primordialmente, o aditivo tem algumas características a mais que a água e isso faz com que o resfriamento e a manutenção do conjunto de arrefecimento seja feita de forma mais adequada e eficiente.

Recebe o nome de líquido de arrefecimento a mistura do aditivo junto com a água. Quando a pessoa faz o uso do aditivo, a água conta com uma alteração na temperatura de quando ela ferve ou quando congela. Na verdade, a utilização do aditivo é feita para que a água não chegue nem a congelar nem a ferver. O aditivo também faz com que as peças do sistema de arrefecimento contem com uma vida útil prolongada.

Outras utilidades do Aditivo

Além do já citado, o aditivo também impede que a ferrugem seja formada no bloco do propulsor, faz a lubrificação da bomba d’água, impede que os componentes e outras partes que sejam feitas de alumínio corroam e protege mangueiras para que não ressequem. Coisas assim mostram a grande importância que o aditivo tem em todo o sistema de seu carro, pois deixa a temperatura do bloco de maneira estável e garante a vida útil maior das peças.

Como usar o aditivo?

Para fazer o uso do aditivo, você deve antes fazer a drenagem da água no radiador, ou então, no reservatório do mesmo. O motorista também deve limpar o sistema com algum produto especializado para isso no radiador ou somente com água mesmo. Depois disso, coloque a água já misturada com o seu aditivo selecionado. Em relação a quantidade do produto a ser utilizada, isso vai depender de qual tipo (diluído ou concentrado) do seu aditivo.

Com o carro comprado zero, você deve olhar o manual para observar a troca do aditivo. Caso tenha comprado um caro usado, questione a revendedora ou o seu antigo dono para averiguar se o mesmo tinha o hábito de utilizar o produto.

Caso o dono anterior não tivesse o hábito de utilizar o aditivo, é aconselhável a levar o veículo para uma oficina de confiança para limpar o sistema e verificar algumas peças. Um automóvel que roda muito tempo sem o aditivo, pode contar com algumas avarias que devem ser verificadas.

Qual tipo usar?

Quando o aditivo é concentrado, ele deve ser misturado com a água. Nesse caso, será usado 1 litro do mesmo para cada 3 litros de água que se utiliza. Devido a marca de cada produto, isso pode variar um pouco. Leia sempre todas as instruções do seu aditivo antes de fazer o uso.

No caso do aditivo diluído, esse tipo de produto chega já misturado com a água. Como a concentração dele é bem menor em relação ao concentrado, ele não é utilizado junto com água e sim, puro.  O custo desse produto é mais em conta que o concentrado, justamente por ser feito a utilização sem a água. Porém, mecânicos preferem usar os aditivos concentrados.

Compartilhar
  • Ivanacio Matias Tavares

    Muito bom os esclarecimento de voceis a respeito de sistema de arrefecimento parabéns