Bugatti Type 57SC Atlantic 1936 – carro de US$ 40 milhões

Quanto você pagaria para adquirir um carro raro? Pois é, tem gente que desembolsa quantias inimagináveis por um. O Bugatti Type 57SC Atlantic 1936 foi comprado por um anônimo pela bagatela de US$40 milhões (aproximadamente R$ 110 milhões no câmbio de hoje), em 2010. Dava para comprar uma mansão em Malibu, na Califórnia, de frente para o Pacífico, tendo como vizinhos estrelas de Hollywood, e ainda sobraria dinheiro.

Esse carro foi adquirido durante um leilão organizado pela Gooding & Company, com sede em Santa Monica, também na Califórnia. Por sigilo, decidiram não divulgar a identidade do comprador. Atualmente esse veículo pode ser visto em uma exibição que está sendo realizada no Mullin Automative Museum, que fica na cidade de Oxnard, no mesmo estado.

Esse museu foi fundado pelo colecionador Peter Mullin e funciona em um local que anteriormente era uma instalação pertencente ao Los Angeles Times.  O Bugatti Type 57SC Atlantic 1936 não é o único veículo presente nesse local. Pelo contrário, pois esse museu é dedicado diretamente a preservar a cultura francesa e também expor carros clássicos que foram criados a partir do ano de 1930, no qual podemos destacar as marcas Delahaye, Delage e Talbot Lago.

Você deve se perguntar o que existe de tão extraordinário nesse carro para pagarem tanto por ele?

Para começar, é um Bugatti, marca que até hoje produz os mais poderosos esportivos do mundo. E ele é muito raro, pois na década de 30 apenas 3 unidades foram fabricadas. Dessas unidades, somente duas ainda existem, esta que está no museu e uma que pertence ao famoso estilista norte-americano e também grande colecionador de carros, Ralph Lauren. Sim, ele mesmo, o fundador da Polo Ralph Lauren.

Isso significa que, para os colecionadores de carros, esse veículo é, digamos, uma obra-prima da mesma forma que a Mona Lisa de Leonardo da Vinci ou senão uma obra de Picasso é para a arte mundial.

Voltando a nossa atenção para esse carro clássico, ele foi desenhado por Jean Bugatti, filho primogênito de Ettore Bugatti e era baseado justamente no Type 57, do qual foram produzidas 685 unidades, com motor de 8 cilindros em linha capaz de produzir 135 cavalos de potência. Para a época, números já colossais. Mas o Type 57 ia além. O modelo apresentava, no ano de 1936, uma potência de 170 cavalos e uma velocidade máxima de quase 200 km/h. Isso quando o carro mais popular eram os Ford T. O Fusca? Ferdinand Porsche ainda o estava projetando.

Quanto ao nome, o “S” está ligado com a palavra francesa “surbaissé”, que significa rebaixado, enquanto o “C” é referente ao compressor do motor.

O 5SC Atlantic do leilão:

A traseira do Bugatti de Ralph Lauren:

No vídeo, o Bugatti Type 57SC Atlantic que pertence a Ralph Lauren. Ouça o som do motor V8:

1 comentário sobre “Bugatti Type 57SC Atlantic 1936 – carro de US$ 40 milhões”

Deixe uma resposta