Ícone dos “anos dourados”, Cadillac Eldorado completa 50 anos

A Cadillac estava completando 50 anos de existência quando um dos mais clássicos, se não o mais, modelo da marca surgiu: o Eldorado. No auge, a Cadillac antes mostrou o conceito do carro de luxo, que fazia uma menção para o aniversário de 50 anos.

Foi no ano de 1953 que o Cadillac Eldorado, em uma série especial, seria lançado com um preço salgado de US$ 7.750. Esse custo elevava o modelo como o mais caro de toda a América.

Com somente 532 unidades do Eldorado sendo produzidas, realmente era um luxo possuir uma delas. Na posse do então presidente Dwigth Eisenhower, o modelo conversível foi utilizado para o evento. Ele contava com um para-brisa diferente do que era fabricado, sendo que a Cadillac gostou da ideia e a copiou para outros modelos.Em termos técnicos, o Eldorado tinha um motor V8 de 5,4 Litros e uma potência de 210 cavalos. O carro era menor em 7,6 cm fazendo uma comparação com o conversível da Série 62.

Ele também contava com um carburador duplo que funcionava junto com um sistema de transmissão automático de três marchas. Entre outros itens, o Eldorado também tinha como opcionais a direção hidráulica, o ar-condicionado e um dispositivo que fazia a redução da luminosidade dos seus faróis no momento em que outro carro aparecia mais perto no sentido contrário. 

No ano de 1954, o Cadillac Eldorado chegava com uma remodelagem trazendo uma frente resstilizada e rabos-de-peixe aumentados. O seu preço também tinha sido diminuído, o que fez com que as vendas quadruplicassem.

Cadillac Eldorado 1954

Em 1955, o carro tinha um desenho diferente e apresentava um aumento no tamanho das barbatanas. No ano seguinte, chegava ao mercado o Eldorado Seville, um modelo cupê. Na sua versão conversível o nome passava para Eldorado Biarritz. Nessa época, outra grande mudança aconteceu no motor V8, que agora tinha 6 litros e uma potência de 305 cavalos. 

Mais uma mudança no bloco do Cadillac Eldorado aconteceu em 1959, quando o motor passava a ser o V8 6.3 litros e potência de 345 cavalos. Ele também contava com novas barbatanas de 107 cm em sua altura. O estilo desapareceria no ano de 1965. 

Nova mudança ocorreria somente em 1967, com a tração do carro ficando na parte dianteira. O seu entre-eixos teria uma redução de 22,8 cm. O cupê agora tracejava linhas retas um tanto quanto mais simples, mas sem deixar a elegância de lado.

Cadillac Eldorado 67

O motor V8 passou a ter em 1968 um bloco de 7.7 litros com potência de 375 cavalos. Nesse modelo, que poderia abrigar até seis pessoas, tinha uma direção mais leve e uma transmissão automática que permitia engates mais tranquilos.

No início da década de 70, o V8 já contava com 8,2 litros, o maior propulsor feito pela Cadillac. O carro apresentou com uma redução de 540 quilogramas em 1979 e também uma nova suspensão traseira.

Se conseguisse perdurar por mais duas gerações, o Cadillac Eldorado chegaria aos 50 anos no mercado. Mas isso não aconteceu, pois o mesmo saiu de linha em 2002. Ele enfrentava dificuldades de concorrer com marcas oriundas do Japão e Alemanha. O que fica é a grande história e o marco que o Cadillac Eldoraro trouxe para o segmento.

Deixe uma resposta