VW Variant e VW 1600

Muitas pessoas preferem os carros mais antigos por muitos motivos. Pode ser a lataria ou a mecânica que sempre foram consideradas muito resistentes ou a beleza do carro mais antigo que desperta a atenção e o gosto de diversos colecionadores.

Em especial, a VW Variant e sua versão sedan, simplesmente chamada VW 1600, que além de ser uma carro com todas as características de resistência e durabilidade, ainda oferece muito conforto para dirigir e para carregar passageiros. O curioso é que o modelo ganhou seu nome pela motorização, sempre um 1,6 litro traseiro, refrigerado a ar.

O modelo VW 1600 tem sua beleza sustentada através de muito marketing, pois sempre despertava a atenção de todos os motoristas pelo design marcante. Foi um carro usado em uma determinada época como taxi, e ainda recebia o apelido de “Zé do Caixão” ou “Saboneteira”, pelo formato de sua carroceria.

Teve seu lançamento no Brasil em 1968 e saiu de linha em 1971. E logo depois passou ser relíquia, mas também nunca perdeu características marcantes de boa qualidade e conforto, que muitos motoristas experientes e colecionadores sempre reconheceram e observaram.

A Volks sempre reconheceu o valor do carro, por isso em 1971 lançou a Variant que seria retomando o antigo modelo, mas em forma de perua. E mesmo nos novos lançamentos do modelo VW Variant, a motorização e as outras características como as peças são as mesmas. Somente a questão de espaço difere nos modelos, pois um modelo carrega mais carga e passageiros do que a outra.

Como o carro sempre foi um modelo original e requintado, a Volks lançou um modelo de sedan com 4 portas e outra versão uma dianteira mais inclinada e baixa, conhecida como TL. Neste lançamento o carro fez mais sucesso e ganhou outro apelido carinhoso de “cabeça de bagre”, como também foi aderido por muitos motoristas.

Ou seja, todos os modelos derivados do VW 1600 foram grandes sucesso de venda na década de 70, levando a VW a dominar até 70% do mercado brasileiro da época.

A Variant ganhou uma remodelação em 1978, que a deixou parecida com a Brasília, chamada de Variant II. No entanto, devido às mudanças tecnológicas e os novos lançamentos com design mais atual, saiu de linha em 1981. Mesmo ficando pouco no tempo no mercado, é possível encontrar VW Variant II em bom número e por preços bem acessíveis e com modelos conservados e bem originais para cativar o desejo de muitos motoristas e colecionadores por aí.

Imagens:Javier Martinez e Bruno Kussler Marques.

Deixe uma resposta