Skip to main content
Home » No SóCarrão » Oficina » Diferenças Entre Óleo Sintético e Óleo Mineral. Saiba Qual Escolher
oleo-mineral-oleo-sintetico

Diferenças Entre Óleo Sintético e Óleo Mineral. Saiba Qual Escolher

Na hora de escolher o óleo lubrificante de seu veículo você irá encontrar duas opções no mercado: o sintético e o mineral. Apesar de terem a mesma finalidade, esses produtos são diferentes e é importantíssimo que o motorista saiba optar pelo mais adequado para preservar a integridade do seu automóvel.

Por isso, confira aqui as diferenças entre óleo sintético e óleo mineral e veja qual atende melhor às suas necessidades.

Qual é a função do óleo no seu veículo?

Entenda que o óleo, seja ele sintético ou mineral, tem funções extremamente importantes dentro do seu veículo. Começando pela lubrificação de algumas partes do motor, evitando atrito e desgaste precoce. Além de ele serve para regular a temperatura interna, limpar peças e proteger componentes através da vedação.

Todas essas funções são extremamente importantes, tendo em vista que elas previnem futuros problemas em seu veículo. Apenas como exemplo extremo, a falta de óleo pode até fundir o seu motor! Perigoso, não é? Por isso acompanhe sempre as trocas de óleo do seu carro e aprenda a diferença entre o óleo mineral e o óleo sintético.

Óleo mineral

O óleo mineral é um lubrificante tradicional produzido através de uma mistura de óleos e aditivos oriundos da extração e refino do petróleo.

Esse tipo de fluído não é tão tecnológico e desenvolvido igual ao óleo sintético, por isso o resultado dessa mistura é um produto mais barato e de menor duração, que faz com que o motor necessite de mais trocas de óleo ao longo do tempo em relação ao concorrente.  Apesar de tudo isso, o óleo mineral é muito comum e tradicional em nosso mercado, sendo muito usado em vários motores de gasolina e diesel.

Óleo sintético

Assim como o mineral, o óleo sintético também é produzido a partir de misturas de óleos básicos sintéticos com aditivos. Contudo, ele não é extraído exclusivamente do refino do petróleo, pelo contrário, para sua composição final é necessária a “mão humana” em processos petroquímicos, fazendo do óleo sintético um químico mais potente do que os seus concorrentes.

Por ter uma composição química manipulada, o óleo sintético é mais potente, dura mais, resiste melhor em condições de uso severas e protege por mais tempo as peças lubrificadas do efeito da oxidação.

Existem ainda as variações semissintéticas, mas podemos dizer que o óleo sintético é o mais durável, econômico e tem o melhor custo benefício.

Qual tipo de óleo eu devo escolher para o meu carro?

Entenda que as fabricantes de carros e motos testam em todas as vertentes os seus veículos antes de “colocá-los nas ruas”. Ao conferir o manual do seu carro, você encontrará a indicação de óleo a ser usado, assim como a viscosidade ideal. Respeite essa informação, pois o óleo ideal foi testado para que o motor tenha um desempenho perfeito!

Gostou do nosso artigo? Aprendeu todas as diferenças entre o óleo sintético e o óleo mineral? Fique atento ao prazo e tipo de óleo da troca e garanta alta durabilidade ao seu veículo. E na hora de anunciar, pesquisar ou trocar de carro pesquise na SóCarrão!

Compartilhar

Top 5 - SóCarrão

Super Carrões

Super Motos

Carros Antigos