Ford Gran Torino: “o tomate listrado” de Starsky and Hutch 

Carro foi a grande estrela tanto no seriado da década de 70, quanto no filme lançado em 2004. 

 

Stark and HutchJustiça em dobro –  foi um sucesso nos anos 70 não só pelo enredo policial e pelas temporadas que pareciam nunca ter fim, mas sim por conta de uma máquina, responsável pela eternização do seriado em todo o mundo. Lançado nos Estados Unidos em abril de 1975, que contou com mais de 90 episódios com duração de uma hora por “programa” e um belíssimo exemplar vermelho do Gran Torino fazia com que os telespectadores amantes de carros potentes vibrassem na frente da tevê.

https://www.youtube.com/watch?v=_VFciCh8d6g

 A exibição do seriado durou até 1979 e somente em 2004 voltou às telas – desta vez do cinema – e com o Torino vermelhaço no enredo. O filme foi dirigido sob o olhar atento do diretor Todd Phillips e contou com os atores Ben Stiller, Owen Wilson e Snoop Dog nos papéis principais. Apesar de ter sido inspirado na série da década de 70, o filme não era totalmente igual ao que foi exibido antigamente. Desta vez o tom era de comédia, distinto do tom dramático vivido por dois policiais civis que lutavam incessantemente contra o crime em Bay City.

19900764.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

David Stasky e Ken Hutchinson, os policiais, eram sempre mandados para missões bem complicadas, aquelas que ninguém tinha coragem de ir atrás. Porém, desta vez a coisa ficou ainda mais tensa, já que foram designados para investigar um temido traficante de drogas, atuante desde os tempos em que frequentava os bancos universitários. Para isso, dois personagens são peças fundamentais na resolução deste caso: Huggy Bear, informante das ruas, e Doby que era um capitão.

19900763.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O “Tomate listrado”

O carro escolhido para ser estrela do seriado e do filme foi um belíssimo Gran Torino, o coupê que ganhou o coração dos norte-americanos na década em que a série era exibida. O apelido do carro que era vermelho e branco foi adquirido por causa de um dos diretores (não se sabe o porquê da escolha), mas pegou. Além deste belo exemplar em alguns episódios contaram com a presença ilustre de um Ford Galaxie 500 1973 também.

O "tomate vermelho" em ação. Crédito da Imagem: Divulgação.
O “tomate vermelho” em ação. Crédito da Imagem: Divulgação.

Mas não se engane: por pouco o Torino não perdeu lugar para um Camaro, mas devido ao contrato com a Ford, fornecedora oficial das máquinas, a diretoria não pode opinar muito e teve de aceitar o veículo. Sorte ou mero acaso, o fato é que esse se tornou um sucesso e tem fãs até hoje. O modelo utilizado teve mais muitos “irmãos” que substituíram o Fairlane, que era outro queridinho nos Estados Unidos. O motor dele era um V8 e vinha com opções de 4.9L a 7.5L.

Deixe uma resposta