7 de agosto de 2012 · categoria: Geral

Diferença entre câmbio automático e automatizado

Muitas pessoas confundem, ou apenas acham que as duas opções de câmbio, automática e automatizada...

Muitas pessoas confundem, ou apenas acham que as duas opções de câmbio, automática e automatizada são a mesma coisa, se enganam. Ambas as marchas não apresentam o pedal de embreagem, porém, são distintas.

O câmbio automático, é formado por um sistema de engrenagem com vários tamanhos que se engatam entre si. Esse sistema realiza as trocas das marchas, acontecendo sem a influência do condutor, ou seja, automaticamente, detectando a relação entre velocidade e a rotação do motor.

O câmbio automatizado, ao contrário que todos imaginam, não é automático nem manual, são as duas opções. Quando o condutor do veículo seleciona a opção automatizada, uma central eletrônica atua na embreagem e no câmbio. Quando houver uma necessidade na troca das marchas, um atuador aciona a embreagem e outro atua na engrenagem. Cada engrenagem representa uma marcha, engatadas individualmente.

Na hora de optar por uma dessas duas opções, acontecem vantagens e desvantagens. A automática além de oferecer facilidade, praticidade ao dirigir, traz maior durabilidade ao motor e todos os outros componentes da trasmissão. Por outro lado, faz com que os valores dos automóveis sejam elevados e há um maior consumo de combustível, além da manutenção que fica bem mais cara.

Já a opção câmbio automatizado, conhecido também como semi-automático, possui um valor mais em conta e traz vantagens na manutenção, em relação a valores. Entre as desvantagens, um atraso na mudanças das marchas, resulta em trancos, proporcionando desconforto aos ocupantes. Isso geralmente acontece, aos condutores de primeira viagem.

Escrito por: Tatiana Reis Felix

Comente essa matéria