Skip to main content
Home » Economia » Inmetro divulga lista dos carros mais econômicos

Inmetro divulga lista dos carros mais econômicos

Ao todo foram analisados 587 modelos de 36 marcas. Confira os resultados.

 

Quando a gente pensa em comprar um carro uma das principais preocupações é se o modelo escolhido é econômico ou não, ainda mais em tempos em que abastecer pesa e muito no bolso. Nesta semana o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro –  divulgou os resultados da 7ª edição do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) que avaliou 587 veículos de diferentes modelos, produzidos por 36 fabricantes.

Após essa participação, os que tiraram AA e alguns com conceito AB virão com a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) colada nos vidros. Além de saber quantos quilômetros o carro faz por litro, tanto na estrada quanto na cidade, o consumidor poderá obter informações sobre a eficiência de energia gerada dentro da categoria a qual o veículo pertence, e também, a quantidade de poluentes gerados por ele.

A análise foi feita através de alguns conceitos. No caso do consumo energético o Inmetro deu notas que vão de A (para as notas maiores) a E (para as menores) relacionadas à categoria do veículo e absoluta geral. Quanto maior o consumo de combustível e energia, menor a média final. Ao todo foram avaliados dez tipos de carroceria.

No time dos sub-compactos o páreo foi duro, mas quem levou o topo da lista foi o Renault Clio nas versões duas e quatro portas, que pontuou na lista como o mais econômico com consumo de 9,5L na cidade e 10,7L na estrada se abastecido com álcool e 14,3L / 15,8L à gasolina. Nessa categoria ainda aparecem o Novo Uno 1.4 8V Manual (8,9L/ 10,5L etanol e 12,9L/ 15,1L gasolina), Palio 1.0 8V Fire 2P/ 4P (8,8L/ 10,3L  e 12,3L/ 15,0L), Nissan March 1.0 16V Versão 10 Manual (8,9L/ 10,4 L et. e 12,6L / 15,0L) e Smart ForTwo (13,2L/ 14,4L à gasolina).

Crédito da Foto: Divulgação/ Renault
Crédito da Foto: Divulgação/ Renault

Já entre os compactos aparecem todas as versões do Novo Honda Fit 1.5 Manual ou Automático 16V (8,3L/ 9,9L e 12,3L/ 14,1L), KA 1.0 12V SE e SEL Manual 5P (8,9L/ 10,4L e 13,0L e 15,1L), New March 1.0 16V 10SV/ MT (8,7L/ 10,4L e 12,5L e 14,8L), Sandero 1.0 16V Authentique/ Expression Manual (8,4L/ 9,2L e 12,9L/ 13,8L) e New Fox 1.0 12V Bluemotion Manual (8,8L/ 9,9L e 12,7L/ 14,4L).

Na classe dos médios a situação não ficou legal para muitos modelos que ficaram com classificação baixa e ganharam o posto dos mais beberrões. É o caso do V40 da Volvo (7,1L/ 9,5L gasolina), os Chery Seler HB/ SD (6,3L/ 8,3L e 9,2L /12,1L) e Tiggo (7,9/ 9,8 a gasolina), além do Citroen DS4 (8,7L e 11,5L também à gasolina).

Se você está pensando em comprar um veículo nessa categoria e quer economizar em combustível, de acordo com o Inmetro os mais indicados são o KA+ 4P 1.0 S/ SEL Manual (8,9L/ 10,4L e 13,0/ 15,1), Novo Honda City 1.5 16V Manual/CVT (8,5L e 10,3L e 12,3L/ 14,5L), Lexus CT200h 1.8 16V CVT (15,7L/ 14,2L a gasolina) e Toyota Prius 1.8 16V CVT (15,7L/ 14,8L a gasolina).

Em outra classe quem ganhou destaque foi o Ford Fusion 2.0 16V Hybrid CVT à gasolina com consumo de 16,8L na cidade e 15,1L na estrada. Ele “salvou” o time dos carros maiores, pois os com carroceria Grande, Esportivo, Utilitário Esportivo, Esportivo Grande, Fora de Estrada, Minivan e Carga Derivado tiveram notas bem ruins em comparação com os outros.

Ficou curioso para ver como está o desempenho de outros veículos? Para obter mais informações e ver a lista completa é só acessar o site do Instituto: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2015.pdf

Compartilhar