Apaixonado por Mustangs, dono de Mini decide tunar o carro e personalizá-lo

Não há aficionado por carros que não admire um belíssimo Ford Mustang Shelby GT500 Eleanor 1967, o verdadeiro ator principal do filme 60 Segundos, que teve como “ator principal coadjuvante” o consagrado Nicolas Cage.

Trata-se, sem dúvida, de um carro inspirador. O Mustang preparado pela Shelby inspirou muitas réplicas ao redor do mundo por sua beleza e exposição mundial no cinema, inclusive em outros coupés de silhueta similar ao esportivo.

Aliás, não só similares. Um carro completamente diferente também entrou na onda das réplicas. Acredite se quiser, até mesmo um Smart Fortwo entrou na dança. Sim, o pequeno supercompacto Fortwo, com 2,5m de comprimento, motorzinho 0.7 3 cilindros turbo de 65HP, foi transformado em uma réplica de um Mustang V8 de 400HP.

O carro foi concebido em 2004, pelo extinto estúdio de tuning sueco Thalondesign, e foi chamado de Smart Eleanor GT 50%, sendo terminado em 4 meses. Nada foi mudado na parte mecânica nem no interior do carro. Ou seja, o motor é o mesmo 3 cilindros original. O exterior, no entanto, foi completamente modificado.

A casa de tuning teve de mandar produzir as peças da carroceria com o design desejado. Cada detalhe da carroceria do Mustang foi diminuído e reproduzido no tamanho correto para o Smart.

Para chamar ainda mais a atenção, a Thalondesign chegou até a construir uma caixa, imitando a de carrinhos de brinquedo, para abrigar o Eleanor 50%. A caixa faz uma paródia com o nome original do filme. Se o nome, em inglês, é “Gone in 60 seconds”, a caixa exibe como título “Gone in 6 seconds” (algo como 6 segundos), para deixar claro que se trata de uma versão pequena do que acontece no filme.

O Mustang Shelby GT500 utilizado no filme foi arrematado em leilão pela Mecum Auctions em 2013 por US$ 1 milhão. Um modelo similar pode ser encontrado em sites de classificados norte-americanos por pouco mais de US$ 100 mil. E esse Smart? Quanto você pagaria por ele?

O Mustang Eleanor original

Deixe uma resposta