Tesla S P85D elétrico é o sedan mais rápido do mundo

2014 estava chegando ao fim e a Tesla decidiu revelar uma versão – ou opção – bem mais “quente” do Model S. O carro que tem sido apontado por muitos como o sedan mais rápido do mundo fez sua estreia com o nome de Model S P85D. O modelo em questão traz uma potência combinada de nada mais nada menos do que 700 cv.

Para que fosse viável se chegar a esse número, a marca fez uso de dois sistemas elétricos. Um que conta com 477 cv e que funciona ligado ao eixo traseiro e o outro com 213 cv integrado ao eixo dianteiro. E para quem gosta de números que impressionam, vamos a eles. O Tesla P85D conta com impressionantes 94,9 mkgf de torque.

Quase um caminhão. De acordo com a fabricante o modelo consegue uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos. A título de curiosidade, ele é um segundo mais rápido do que o já citado Model S. A velocidade máxima é de 250 km/h. Além da mudança significativa no que diz respeito ao desempenho do carro, o Tesla P85D ainda recebeu um “upgrade” em sua autonomia. Agora são 443 km. 16 km extras.

Por outro lado, o peso total do carro aumentou. Isso devido ao conjunto elétrico dianteiro. São 132 kg a mais. Consequentemente, chegamos ao peso final de 2239 kg, dos quais quase 600kg são de baterias. Pelo menos consegue uma autonomia de cerca de 400km. Na parte externa do carro não há modificações significativas. Na realidade são até bem discretas, como os detalhes em vermelho das pinças dos freios e o novo logotipo na parte de trás.

O carro também traz facilidades para o motorista. O modelo norte-americano conta com um sistema de condução do tipo semiautônomo. Detalhando melhor, ele faz uso de câmeras com o objetivo de analisar a situação do tráfego na estrada e efetuar o controle da velocidade do carro. O Tesla Model S P85D também traz um radar que rastreia os possíveis obstáculos que possam ser encontrados próximos ao veículo, servindo de auxiliar às câmeras.

E os preços? Bom, é para poucos bolsos já que a encomenda do carro sai por cerca de US$ 100 mil nos EUA.

Veja um vídeo de teste (em inglês):

Deixe uma resposta