Toyota realiza o maior recall já registrado na China

A Toyota ainda não parece estar muito bem. Ameaçada pela “nova Volkswagen”, que pretende antecipar sua chegada à liderança mundial no setor automotivo, agora também não anda nada bem na China.

Já falamos no NA que a Toyota estava perdendo muita participação no mercado chinês devido a estratégias errôneas de vendas. Isso faz alguns meses e parece que a japonesa conseguiu elevar suas vendas naquele país.

Parecia tudo bem, mas agora a Toyota anuncia um grande recall na China. Na verdade é o maior já realizado naquele país! O numero impressiona. Estão sendo chamados 688.314 automóveis da marca! Só no ano passado, a Toyota vendeu 585 mil carros naquele país.

Mas qual o motivo do recall? Um provável defeito no sistema de controle dos vidros elétricos em quatro modelos da marca, entre eles os muito bem vendidos Corolla e Camry.

Segundo a empresa, o sistema pode parar devido ao superaquecimento do lubrificante, colocado em excesso no processo de produção. Esse superaquecimento pode derreter o dispositivo em alguns casos, mas não houve registro de incêndios e danos mais graves.

Esse é o segundo recall realizado na China este ano, o primeiro foi em Abril e afetou o modelo Camry, devido a problemas nos freios. Desde 2006, o mercado chinês, registra um grande aumento no numero de chamadas para reparo em carros da Toyota, sem contar os muitos problemas de qualidade que afetaram as linhas da montadora japonesa, adiando em até seis meses alguns lançamentos.

Segundo um executivo da Toyota, a imagem da empresa poderá ser afetada entre os consumidores chineses. Por enquanto, os “defeitos” da Toyota ainda não afetaram as vendas no mercado local.

Os modelos que estão sendo chamados são: Camry – 384.736 unidades feitas entre 15 de maio de 2006 até 31 de Dezembro de 2008, Corolla – 245.288 unidades fabricadas entre 17 de Maio de 2007 e 25 de Dezembro de 2008, Vios – 35.523 unidades feitas entre 18 de Fevereiro de 2008 e 25 de Dezembro de 2008, Yaris – 22.767 unidades fabricadas entre 15 de Maio de 2008 e 31 de Dezembro de 2008.

Fonte: NA