Fiat: modelo teve airbag acionado indevidamente

Um dono de veículo Fiat teve um airbag que se acionou indevidamente. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que a Fiat terá de indenizar o cidadão por este constrangimento. O consumidor Gil Vicente e sua família ajuizaram a ação de indenização por dano moral contra a Fiat, alegando que, quando deram partida no seu veículo, houve o acionamento e explosão do airbag, o que lhes causou dano moral. Estão mais do que certos!

A Fiat apelou, alegando decadência do direito, inexistência de dano moral e culpa exclusiva da família. Peraí, culpa da família??? Alternativamente, pediu a redução do valor da indenização. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), no entanto, manteve a sentença. No STJ, a empresa alegou que o não-atendimento ao recall e a falta de revisões do veículo nas concessionárias Fiat romperam a causa, por culpa exclusiva da vítima.

Para o relator, ministro Humberto Gomes de Barros, é evidente que houve defeito de fabricação do produto, publicamente reconhecido pela Fiat ao chamar para o recall. Além disso, o ministro destacou que o perito do juízo concluiu que um curto-circuito no sistema do airbag causou a abertura inoportuna da bolsa de proteção.

Não sabemos exatamente a que recall esse assunto se refere, mas pessoalmente achamos que é um recall de 2001, de acordo com esses links:

http://www.brasilnews.com.br/fonte2.php3?Codreg=286&CodNext=999

http://www2.uol.com.br/JC/_2001/0206/ec0206_13.htm

O que você acha?? A família, por não ter comparecido a um recall e não ter feito revisões no carro, é culpada pelo acionamento indevido do airbag??

Fonte:Noticias Automotivas